Cancelas automáticas e luminosas vão garantir mais segurança em dias de tempestade de areia no Guincho

Segurança

Por Redação
28/04/2018

A pensar na segurança rodoviária, o município de Cascais está a planear instalar cancelas automatizadas e luminosas para interditar o troço da estrada do Guincho nos dias em que, devido às fortes rajadas de vento, toneladas de areia são arrastadas para o asfalto, tornando-o intransitável.

Uma fonte próxima do Serviço Municipal de Proteção Civil disse, a Cascais24, que “a estrada está construída sobre uma duna móvel”, não existindo, à partida, qualquer meio que possa impedir as areias de invadirem o asfalto, motivo pelo qual “há que encontrar uma solução para, pelo menos, alertar e obstar que os automobilistas insistam muitas vezes em circular, acabando por ficar com os veículos atolados ou sofrerem acidentes”.


De resto, foi o que aconteceu esta semana, quando a estrada teve que ser cortada, por duas vezes, entre quarta e sexta-feira, devido à acumulação de areias, que terão chegado a atingir meio metro de altura.

Durante a interdição da estrada, levada a cabo por agentes da PSP, houve condutores que insistiram em avançar e que acabaram por ficar imobilizados nas areias.

“A ideia é substituir os meios tradicionais de corte de estrada por um mecanismo automático, controlado à distância e que é acionado, interditando a circulação, à semelhança de resto, do que acontece com a neve nas estradas da Serra da Estrela”, explicou a mesma fonte, segundo a qual “a execução da medida poderá estar para breve”.



Esta quarta-feira, à noite, a estrada esteve cortada até às primeiras horas da manhã do dia seguinte, altura em que foi possível máquinas da Cascais Ambiente procederem à remoção e limpeza da via.

O mesmo cenário registou-se na quinta-feira, ao final da tarde, obrigando, de novo, ao corte da estrada e a novas operações de remoção e limpeza, as quais, segundo fonte da Proteção Civil Municipal, “só é possível executar às primeiras horas da manhã, que é quando os ventos diminuem de intensidade”.


Imprimir

1 comentário:

Anónimo disse...

Esperamos que não pensem a solução com os pés.
Em função do exposto, sugiro que sejam colocados porticos de informação na EN 247 e Estrada Areia, a montante e jusante das supostas canceladas de molde a evitar que haja congestionamento por falta de informação, e o caos dos automobilistas em efectuar inversão de marcha , preservando a segurança de pessoas e bens .

DESTAQUE.

"Mãe social" da Aldeia SOS condenada por ofensas a menores

ESCÂNDALO .  Uma "mãe social", que prestava serviço há cerca de 30 anos na Aldeia SOS, em Bicesse, e há dois anos cessou o vínculo...

+ populares