Polícia Municipal de Cascais partilhou experiências em conferência na Catalunha

Segurança




A Polícia Municipal de Cascais esteve presente na EFUS2017, Conferência Internacional e Interdisciplinar dedicada à definição de políticas de segurança urbana, que decorreu na semana passada em Barcelona, na Catalunha - palco em agosto de um atentado terrorista nas Ramblas.



Organizada pelo Fórum Europeu de Segurança Urbana, esta conferência foi dirigida a todos os agentes envolvidos na segurança em meio urbano: eleitos locais, funcionários públicos, administração central, magistrados, forças de segurança, trabalhadores na área da ação social, investigadores e representantes do setor privado e da sociedade civil. 


Durante dois dias e meio, entre os dias 15 e 17 últimos, os participantes oriundos de vários países discutiram possíveis soluções para complementar as respostas nacionais e europeias para enfrentar os desafios que as cidades têm de enfrentar, em particular a prevenção da radicalização violenta, a luta contra a discriminação, a prevenção da violência contra as mulheres, o apoio às vítimas, organização dos espaços públicos, gestão da vida noturna, entre outros. Estas questões foram discutidas nas sessões plenárias, em workshops, mesas redondas e visitas de campo. 


A conferência, patrocinada pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, foi baseada nos conhecimentos e experiências resultantes do trabalho do Efus nos últimos 30 anos e assinalou, também, o aniversário de sua fundação em Barcelona em 1987. 


Cascais fez-se representar pelo comissário Carlos Fernandes, diretor de departamento, e por Rui Martins, chefe de Divisão, ambos da Polícia Municipal e Fiscalização - braço avançado do município para as questões da segurança urbana.



Os participantes tiveram oportunidade de passar pelas Ramblas, área eminentemente turística, alvo de um atentado terrorista em agosto último, que provocou 13 mortos, entre os quais duas portuguesas, avó e neta oriundas de São Pedro de Penaferrim, Sintra, que estavam de férias, e 100 feridos de 35 nacionalidades.



Segundo os representantes de Cascais presentes nesta conferência, “foi uma visita fundamental para definir estratégias de prevenção” e durante a qual foi apresentado em detalhe o envolvimento dos Mossos d'Esquadra e da Guardiã Urbana (polícias locais), bem como dos Serviços de Emergência Médica e de Emergência Social.



O atentado de Nice, em França, em julho do ano passado, que causou 84 mortos e 202 feridos, e a resposta dos meios foram também abordados nesta conferência.



Durante a conferência foi exibido um vídeo que ilustra a ação da Polícia Municipal de Cascais, criada em 2000 e das várias áreas em que intervêm, nomeadamente trânsito, território, ambiente, apoio em eventos e vigilância em edifícios municipais, assegurando um serviço operacional permanente, que inclui resposta a chamadas da população.



A Polícia Municipal de Cascais regista uma média de 17.000 ocorrências por ano, em coordenação com diversas entidades que operam no território do concelho de Cascais, sendo que, em média, 78% da sua intervenção é planeada.




No âmbito da conferência, na qual participaram perto de 800 pessoas da Europa e de outros continentes, foram partilhados conhecimentos e experiências sempre tendo como foco a garantia de uma melhor segurança urbana.





CURIOSIDADES



Uma visão equilibrada da segurança urbana

Fundada em 1987 em Barcelona com o apoio do Conselho Europeu, o Fórum Europeu para a Segurança Urbana (Efus) é a única rede europeia de autoridades locais e regionais dedicadas à segurança urbana. Reúne cerca de 250 cidades e regiões de 16 países. O seu objetivo é promover uma visão equilibrada da segurança urbana através da união de prevenção, sanção e coesão social, apoiar as comunidades locais na concepção, implementação e avaliação de políticas de segurança locais e divulgar o papel das autoridades locais na produção e aplicação de políticas nacionais e europeias. Com apoio de uma importante rede de especialistas, provenientes da universidade e de instituições privadas, a Efus trabalha em todos os principais problemas de prevenção e segurança urbana.

Noticias relacionadas 
25 futuros agentes da Polícia Municipal de Cascais começam curso de formação 






Sem comentários:

DESTAQUE.

"Mãe social" da Aldeia SOS condenada por ofensas a menores

ESCÂNDALO .  Uma "mãe social", que prestava serviço há cerca de 30 anos na Aldeia SOS, em Bicesse, e há dois anos cessou o vínculo...

+ populares