Guarda Prisional da cadeia de Tires vai entrar em greve pela substituição da diretora e pelo reforço do contingente

Segurança




O Sindicato Independente do Corpo da Guarda Prisional (SICGP) apresentou ao Governo um pré aviso de greve de quatro dias no Estabelecimento Prisional de Tires, apurou Cascais24.

A substituição da diretora e do comissário, bem como o reforço do contingente do corpo da guarda prisional nesta cadeia, constituem os objetivos da greve anunciada para os próximos dias 16 e 17 e 23 e 24 de setembro, soube, ainda, Cascais24.

Apesar de contestada por alguns setores do corpo da Guarda Prisional, devido a um alegado "deficit" de guardas, o que, nos últimos tempos, permitiu a intrusão de desconhecidos no espaço prisional, a diretora da cadeia feminina de Tires, Fátima Côrte, foi reconduzida no cargo por mais três anos, segundo um despacho da ministra da Justiça, publicado em setembro do ano passado em "Diário da República".
Fátima Côrte, diretora da cadeia de Tires

Maria de Fátima Andrade da Côrte, nascida há 57 anos em São Vicente, no Funchal e licenciada em Direito pela Universidade de Lisboa, foi nomeada, em comissão de serviço, por mais três anos, por "reunir os requisitos de competência técnica, aptidão e experiência profissional legalmente exigidos", segundo o despacho da ministra Francisca Van Dunem.

Apontada como muito próxima do diretor geral dos Serviços Prisionais e de Reinserção Social, Celso Manata, a diretora do Estabelecimento Prisional de Tires tem sido, no entanto, alvo de críticas desde que assumiu o cargo a 1 de agosto de 2013.


Setores do Corpo da Guarda Prisional queixam-se de que a diretora tem permitido a transferência de guardas prisionais para outras cadeias, deixando um deficit na segurança, em Tires, além de que têm sido cada vez mais frequentes as agressões a guardas prisionais por parte de reclusas.

No Estabelecimento Prisional de Tires encontram-se 430 mulheres, 103 das quais em prisão preventiva e 327 entretanto condenadas, sendo 61% de nacionalidade portuguesa e 39% estrangeiras. A faixa etária das reclusas situa-se entre os 19 e os 72 anos.

De acordo com o pré-aviso de greve, ao qual Cascais24 teve acesso, e caso não existam alterações até lá, a greve local do corpo da Guarda Prisional, em Tires, está agendado para os períodos das 0h00 do dia 16 às 23h00 do dia 17 de setembro e das 0h00 do dia 23 às 23h59 do dia 24 de setembro.

Noticias relacionadas 


GUARDA AGREDIDA POR RECLUSA NA CADEIA DE TIRES 





Sem comentários:

Publicação em destaque

ENCAPUZADOS assaltam pastelaria, sequestram padeiro, partem câmaras de videovigilância e fogem com 400 euros

Três encapuzados, aparentemente desarmados, tomaram de assalto, esta sexta-feira, de madrugada, a pastelaria Toia, em Alcoitão, sequestraram...

FOI NOTICIA

BLOGS