Hospital de Cascais e CUF no concelho somam 1501 queixas de utentes

Saúde

Por Redação
09/06/2018

O Hospital de Cascais foi, no ano passado, no sector das parcerias público-privadas, a terceira unidade hospitalar com maior número de reclamações, enquanto as clínicas CUF, em Cascais e em São Domingos de Rana, ocupam os 6.º e 10º lugares no ranking de queixas dos estabelecimentos de saúde do sector privado, revela um relatório da Entidade Reguladora da Saúde (ERS). As três unidades de saúde somaram 1501 queixas.

Só o Hospital de Cascais registou 1013 queixas.

No ranking das parcerias público-privadas surge em primeiro lugar o Hospital de Braga, com 1442 reclamações e em segundo o Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, com 1370. Em quarto lugar ficou o Hospital de Vila Franca de Xira, com 1091 queixas.

Já na área do público, o Hospital Amadora-Sintra foi o que mais reclamações registou: 2185, seguindo-se o Hospital de Faro com 1940, em terceiro o Garcia de Orta, em Almada, com 1710 e o Hospital de São João, no Porto, com 1538.

No sector privado dos estabelecimentos de saúde com internamento, a Clínica CUF, em Cascais, registou 397 reclamações, ocupando o sexto lugar. O primeiro lugar é ocupado pelo Hospital da Luz, em Lisboa, com 1149 queixas, seguido do Hospital CUF Descobertas com 999 queixas. O Hospital dos Lusíadas, em Lisboa, ocupa o terceiro lugar, com 678 reclamações e CUF Infante Santo o quarto lugar com 608 queixas.

Ainda no sector privado, mas relativo a unidades de saúde sem internamento, surge no concelho de Cascais a Clínica CUF, em São Domingos de Rana, com 91 queixas, o que a coloca num distanciado 10.º lugar no respetivo ranking.

Os “procedimentos administrativos”, os “tempos de espera” e a “focalização no utente” foram os pontos mais destacados pelos utentes nas reclamações formalizadas.

Ao nível dos elogios, a Entidade Reguladora da Saúde revelou que, em 2017, foram feitos, no global, 8.948 elogios, o que significa um decréscimo face ao ano anterior (2016), que registou um total de 9.438 elogios. 

Os utentes elogiaram, preferencialmente, ao “pessoal clínico” e ao “funcionamento dos serviços clínicos”.

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS), sediada no Porto, é uma entidade pública independente, que tem por missão a regulação da atividade dos estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde.



Imprimir


Sem comentários:

Publicação em destaque

FUNCIONÁRIA do Modelo Continente de Tires salva cliente de 81 anos em paragem cardiorrespiratória

HEROÍNA .  Ao aplicar os seus conhecimentos de suporte básico de vida, com a ajuda de um desfibrilhador, até à chegada dos Bombeiros de Pare...

FOI NOTICIA

BLOGS