PSP apanha dupla que pode ser autora de clonagem de cartões em ATMs no centro de Cascais

SEGURANÇA

CLONAGEM permite aos burlões efetuarem levantamentos e fazer outros movimentos com as contas alheias




Por REDAÇÃO
15 setembro 2021 | 18h23

Duas pessoas, detidas nas últimas horas, pela PSP, por suspeita de clonagem de cartões em ATMs da Grande Lisboa, também poderão ser os autores do mesmo ilícito, praticado nos últimos dias em Cascais, apurou Cascais24h.

Pelo menos, 7 pessoas terão sido vítimas da clonagem de cartões de débito e de crédito em ATMs, com especial incidência no centro de Cascais.

As vítimas terão formalizado queixa junto da PSP.

Fonte policial escusou-se a revelar outros pormenores.

Também não são conhecidas as circunstâncias em que a dupla suspeita foi detida, tendo a mesma fonte remetido mais informação para um comunicado oficial a ser divulgado assim que forem conhecidas as medidas de coação aplicadas judicialmente. 

BURLÕES colocam dispositivos que copiam as informações do cartão

_____________________________________________________________

A clonagem de cartões é um crime que envolve alguns conhecimentos tecnológicos e que pode não ser imediatamente percebido pela vítima.

Através da utilização de um dispositivo colocado nas caixas multibanco ou nos terminais de pagamento, as informações do cartão são copiadas. 

A partir daí e com acesso ao PIN e ao número de cartão, é feita uma cópia dessa informação. Dados a usar em operações bancárias ilícitas que, se não forem detetadas a tempo, e imediatamente comunicadas, podem, no limite, levar à rutura da sua conta bancária.

Só no ano passado, em Portugal, a clonagem de cartões terá feito cerca de 20 mil vítimas.

Os autores raramente operam de forma isolada, antes em grupos, na sua maioria formados por cidadãos estrangeiros, que atuam de forma organizada.

Previna-se

As autoridades policiais deixam alguns conselhos que podem ser importantes para prevenir a clonagem em ATMs 


  1. Ao dirigir-se ao ATM, verifique a presença/proximidade de indivíduos suspeitos com eventual interesse nas suas movimentações;
  2. Observe atentamente o ATM, de forma a tentar perceber se existe alguma anomalia na estrutura, como peças soltas, cor do plástico 'diferente', teclado e ranhura de introdução do cartão com folgas, presença de camara de filmar e/ou danos visíveis. Em caso afirmativo, não toque na estrutura e informe a PSP.
  3. Proteja/oculte a marcação do código PIN com a mão, de forma a não ser registado por eventual microcâmara de filmar colocada pelos suspeitos. 
  4. Se o cartão ou o dinheiro ficarem retidos, informe de imediato a entidade bancária e verifique a presença de eventuais suspeitos, mesmo que surjam sob o pretexto de ajudar.
  5. Verifique com frequência as movimentações bancárias.
  6. O código PIN nunca deve estar escrito no próprio cartão.
  7. Evite a utilização de ATM´s em locais isolados e de pouca iluminação.
  8. Não abandone os talões de registo de operações no Multibanco.





Sem comentários:

Publicação em destaque

TRIPULANTE russo de navio mercante resgatado depois de queda a bordo

Um cidadão de nacionalidade russa, 55 anos, tripulante de um navio mercante de pavilhão de Antígua e Barbuda, foi resgatado esta segunda-fei...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA