Associação de Cascais premiada com mais de 11 mil euros pela Fundación Cepsa

ATUAL

ASSOCIAÇÃO de Cascais foi uma das cinco premiadas

Por REDAÇÃO
07 dezembro 2020

A Associação Inclusão para a Deficiência (BIPP), sedeada em Cascais, com o projeto “Semear Emprega”, é um dos 5 premiados este ano, a nível nacional, pela Fundación Cepsa, e irá receber 11.591€.

O projeto “Semear Emprega” é um programa sustentável de inclusão social que tem como objetivo a melhoria da qualidade de vida de jovens e adultos com deficiência intelectual, através da sua integração no mercado de trabalho.

Com o apoio de uma equipa de técnicos de empregabilidade, o “Semear” desenvolve com estas pessoas competências profissionais, desde o início da formação até ao processo de integração, apoiando não só o jovem, mas também a empresa que o integra.

Criada em 2005 por um grupo de pais de crianças com necessidades especiais, a associação BIPP - Inclusão para a Deficiência, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que tem como missão implementar projetos destinados à inclusão de cidadãos com deficiência na sociedade.

Iniciou a sua atividade em 2009 com a abertura do 1º Centro de Atendimento – Espaço BIPP em Lisboa e um portal de informação contendo recursos nas áreas da saúde, educação, área social e legislativa. O 2º centro de atendimento foi inaugurado em 2011 no largo do Colégio, em Cascais. 

SEDE da Associação no largo do Colégio em Cascais

Para além deste programa da Associação BIPP, Inclusão para a Deficiência, a Fundación Cepsa premiou mais 4 projetos: “Brigada Sénior”, promovido pela Associação Nacional de Apoio ao Desenvolvimento, Investigação e Comunidade (ANADIC); “Uma Casa, Muitas Famílias”, da Associação Aprender em Parceria - A PAR; “Mães Brilhantes - Empowerment de Famílias Monoparentais Femininas”, promovido pela Fundação Salesianos de Évora e “Academia da Mudança”, promovido pela Associação Serve the City Portugal (STC). Serão distribuídos, no total, mais de 56 mil euros pelas 5 instituições vencedoras, de forma a apoiar os programas que desenvolvem.

O painel de jurados foi composto por Conceição Zagalo (Presidente do Conselho Consultivo do GRACE, Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial) e por cinco elementos da Cepsa Portuguesa.

A nível global, a Fundación Cepsa recebeu este ano um número recorde de candidaturas, foram 435 no total. Com o objetivo de incluir também ações solidárias relacionadas com a Covid-19, foi aumentado o valor dos prémios para 500 mil euros, mais 100 mil do que em edições anteriores, a distribuir por perto de 40 associações de Espanha, Portugal, Colômbia e Brasil.

Os Prémios ao Valor Social foram criados em 2005, com o intuito de reconhecer e promover a atividade social de diferentes entidades que trabalham para melhorar a qualidade de vida de grupos muito diversos: pessoas em situação de vulnerabilidade social, desempregados, doentes, pessoas com diversidade funcional, grupos étnicos, infância, jovens e adolescentes, idosos ou vítimas de violência de género, entre outros.

Nos últimos 15 anos, os prémios atribuídos pela Fundación Cepsa permitiram desenvolver mais de 340 projetos, que melhoraram a qualidade de vida a cerca de 40 mil pessoas.

Sobre a Fundación Cepsa

A Fundación Cepsa é uma entidade de interesse geral e sem fins lucrativos que tem como objetivo a realização de ações destinadas a responder às necessidades e prioridades das comunidades locais onde a sua fundadora, a COMPAÑÍA ESPAÑOLA DE PETRÓLEOS S.A.U. (Cepsa), desenvolve as suas atividades. Os âmbitos de atuação da Fundación Cepsa são de caráter social, cultural, ambiental, científico-educativo e de fomento do desporto de base.

Saiba mais em www.fundacioncepsa.com



 


Sem comentários:

Publicação em destaque

LIBERAIS exigem compromisso de ministro para a conclusão da ligação da Linha de Cascais à de Cintura até 2027

A Assembleia Municipal de Cascais aprovou, esta segunda-feira, uma moção apresentada pela Iniciativa Liberal (IL) que reitera a necessidade ...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA