PRISÃO PREVENTIVA para homem que tentou violar mulher na Rebelva

JUSTIÇA

DETIDO fora de flagrante delito pela PJ suspeito viu juiz de Instrução Criminal de Cascais confirmar-lhe a prisão preventiva

Por REDAÇÃO
03 abril 2022 | 11h25

Detido fora de flagrante delito pela PJ por "crimes especialmente violentos" ficou em prisão preventiva o homem, 49 anos, que há cerca de uma semana tentou violar uma mulher numa horta comunitária na Rebelva, no final de uma noite de diversão numa discoteca, em Carcavelos, conforme Cascais24h noticiou na oportunidade.

Segundo anunciou este domingo a Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo, contra o homem existem fortes indícios da prática crimes de violação agravada, na forma tentada de ofensa à integridade física qualificada e de roubo, cuja vítima foi uma mulher, com 38 anos de idade.

Os factos criminosos registaram-se na madrugada do dia 26 de março, após o autor e a vítima terem saído juntos e se terem ausentado de um bar, sendo que, quando seguiam apeados, o  suspeito atacou a vítima de forma violenta, atirando-a para uma zona ajardinada, agredindo-a e rasgando-lhe a roupa, visando concretizar a violação, a qual apenas não se consumou devido à resistência que a mulher ofereceu.

De acordo com a PJ, o agressor sexual, perante a oposição e os gritos da vítima, que alertaram um morador de um prédio próximo, agrediu-a de forma ainda mais violenta, fugindo do local, roubando-lhe ainda o telemóvel.

A investigação desenvolvida pela Polícia Judiciária (PJ) permitiu recolher fortes indícios dos crimes, que fundamentaram a detenção do suspeito, o qual, recorda-se, logo a seguir à prática dos factos foi intercetado em S. Domingos de Rana e identificado por agentes da PSP.

Submetido este sábado a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Cascais, viu ser-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Notícia relacionada

+NOITE EM DISCOTECA acaba em tentativa de violação em horta comunitária e com vítima no hospital



Sem comentários:

Publicação em destaque

BURLÃO apanhado no Estoril para cumprir 5 anos e 3 meses de prisão

Um homem, 60 anos, foi detido por agentes da PSP, no Estoril, para cumprir 5 anos e 3 meses de prisão efetiva por crimes de burla qualificad...

FOI NOTICIA

BLOGS