JUDICIÁRIA DETÉM AUTORES DE 18 ASSALTOS ARMADOS

Por cascais24

22.12.2015
A Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo identificou, localizou e deteve um homem, de 35 anos, indiciado pela prática, em coautoria, de 18 assaltos à mão armada a farmácias e estabelecimentos comerciais, nos concelhos de Cascais e de Lisboa.
 
Segundo a polícia portuguesa de investigação criminal, encontra-se, também, implicado um outro homem, de 25 anos, também detido, por fortes suspeitas de homicídio qualificado, profanação de cadáver e posse de arma proibida.

Em Agosto, durante uma violenta discussão, o suspeito matou a tiro um amigo, em Sintra, e depois transportou o cadáver até ao Couço, no concelho de Coruche, onde o abandonou, dissimulado sob densa vegetação. O cadáver só em Outubro foi encontrado.

O suspeito possui antecedentes por falsificação e contrafação de documentos, bem como por viciação e tráfico de veículos.
 
A investigação apurou que, entre agosto e este mês, os detidos foram responsáveis pela autoria de dezoito assaltos à mão armada, praticados em Lisboa e Cascais, a farmácias, estabelecimentos comerciais e ao gerente do restaurante "O Prego", em Abóboda. Estão, ainda, indiciados pelo furto de duas viaturas automóveis utilizadas no apoio aos assaltos.
 
Os autores atuavam disfarçados, com recurso a perucas e outros adereços, tendo, nas diversas ações, conseguido roubar cerca de cinco mil euros e alguns objetos em ouro. Com a sua atuação violenta, os dois homens causaram um elevado temor nas pessoas presentes nos estabelecimentos assaltados.

A investigação esteve a cargo das brigadas antirroubo e de homicídios da PJ.

Sem comentários:

DESTAQUE. 29 cães em risco resgatados em Carcavelos

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE