POLÍCIA Marítima de Cascais ajuda ucranianos a conhecerem regras nas praias e leva às escolas do concelho lição de “cidadania marítima”

SEGURANÇA

CHEFE Raminhos Cunha (ao centro) dá explicações às famílias ucranianas sobre as regras de segurança (Créditos: AMN)

Por REDAÇÃO
25 maio 2022 | 18h19

Ajudar as famílias ucranianas fugidas da guerra e acolhidas em Cascais a conhecerem a sinalética de praia, as cores nas bandeiras, a necessidade de respeitar as áreas seguras para banhos e os cuidados a ter no mar e na exposição solar foram algumas das regras básicas explicadas, com a ajuda de um tradutor, esta quarta-feira, de manhã, na praia da Conceição, pelo Chefe Raminhos Cunha, do Comando Local da Polícia Marítima de Cascais.

Recorda-se que Cascais continua a ser o segundo município do País, a seguir a Lisboa, com maior número (2.452) de proteções temporárias atribuídas a ucranianos pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras desde o início do conflito, segundo disse, a Cascais24h fonte do SEF. 

CIDADÃOS ucranianos com ajuda de tradutor ouvem as explicações
___________________________

A acompanhar esta ação de sensibilização, entre outras entidades, esteve o diretor do Serviço Municipal de Proteção Civil, Rui Ângelo, segundo o qual “a necessidade de esta ação foi detetada por parte do município, tendo em conta que estes cidadãos nunca antes tinham tido a experiência de ir à praia no mar oceânico”.

Entretanto, nos últimos dias, o Comando Local da Polícia Marítima de Cascais tem vindo, igualmente, a desenvolver uma série de palestras em estabelecimentos de ensino subordinadas ao tema “Cidadania Marítima”, procurando sensibilizar crianças e jovens para as particularidades e diversidades das ações desenvolvidas pelos elementos da Autoridade Marítima Nacional, com destaque para o seu papel na sociedade, as suas funções, missões, meios e distribuição geográfica, bem como despertar a atenção para a relevância do desempenho do papel ativo na salvaguarda do meio marinho e da orla costeira. 

Uma das últimas palestras realizou-se na Escola Secundária IBN Mucana, em Alcabideche, tendo no decurso da mesma sido também destacados temas relacionados com a segurança nas praias e nas áreas de Domínio Público Marítimo, nomeadamente para a necessidade e a importância do cumprimento de determinadas regras e deveres para a prevenção de comportamentos de risco.




Sem comentários:

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA