PANCADARIA acaba com espetáculo de Maria Leal em Manique

SEGURANÇA

INCIDENTES no recinto das festas levaram a cantora a acabar com o espetáculo (Créditos: Cascais24Horas)

Por REDAÇÃO
09 outubro 2022 | 17h06

EXCLUSIVO|O penúltimo dia da tradicional festa em honra de Nossa Senhora das Neves, em Manique de Baixo, ficou marcado por cenas de pancadaria durante a atuação da cantora Maria Leal, a qual viu-se obrigada a acabar com o espetáculo.

A cantora, que atuava este sábado, à noite, ainda pediu calma ao lembrar ao microfone que "estamos todos aqui em festa e em família", mas de nada serviu para acalmar os ânimos. 

Vídeo

Os incidentes, que causaram algum pânico entre as largas centenas de pessoas no recinto das festas, muitas delas com crianças, terão envolvido dois grupos, segundo disse, a Cascais24Horas o Tenente-Coronel Bruno Fernandes, do Comando Geral da GNR. 

No entanto, quando a GNR chegou ao local toda a assistência estava a dispersar e nenhum dos intervenientes na contenda foi identificado, adiantou o mesmo oficial superior da Guarda. 


Aparentemente, ninguém teve necessidade de ser assistido no hospital, apesar dos Bombeiros de Alcabideche registarem no seu boletim de ocorrências pelas 0h30 a saída de três ambulâncias para o recinto.

A organização, a cargo do Grupo Musical e Desportivo 31 de Janeiro, decidiu logo na altura acabar com a festa, que até então decorria em ambiente de alegria e animação, de resto à semelhança do que vinha acontecendo desde o início dos festejos.

Uma fonte da direção da coletividade "lamentou profundamente" o incidente ao qual "é naturalmente alheia" e relembrou que os tradicionais festejos decorreram sempre, ao longo dos anos, em ambiente festivo, por ser uma festa da aldeia, sem incidentes de maior a registar.

Entretanto, este domingo, o momento alto foi mais uma vez a procissão em honra de Nossa Senhora das Neves, que percorreu as ruas de Manique.

A festa termina esta noite com a atuação de Mário Capote.








3 comentários:

estevesayres disse...

Peço desculpa pela minha ignorância, não conheço a cantora, mas isso não me impede de dizer; por que razão os nossos impostos são entregues a este tipo de espetáculos, será que vamos apreender alguma coisa com este tipo de "cultura"?! Creio que não...

Unknown disse...

é uma aberração... não é cantora, devia estar no circo de horrores, mas é estranho que nunca tenha ouvido falar deste aborto falhado...

ZÉ MÁRIO disse...

Olhe, já somos dois. Também não conheço a cantora, já a segunda parte sei lhe responder.

Porque o povo quer pão e circo e nao fazem ideia de onde é que vem o dinheiro pra bancar as festinhas todas. Estão mais preocupados em andar à pancada q a tratarem de perceber quem os anda a roubar

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA