Contentor de lixo "rouba" passeio ao peão


SEJA UM REPÓRTER CASCAIS24 E ENVIE-NOS A SUA NOTICIA, FOTOGRAFIA OU VÍDEO PARA:cascais24.cidadaoreporter@gmail.com
AYRES ESTEVES (Texto e fotos)
02 junho 2019
O insólito ou, no mínimo, o ridículo, acontece na rua das Calçadas, esquina com a rua Pai do Vento, no Pai do Vento, onde um contentor de lixo impede a circulação dos peões no passeio, obrigando-os a ir para o asfalto, com todos os riscos, quer para a sua integridade, quer para a circulação rodoviária.
O contentor encontra-se “estacionado” dentro do passeio num pequeno rebordo e, ao que parece, a sua presença remonta há alguns anos, mas só agora os moradores que transitam apeados começam a tomar consciência do perigo. 
Este objeto é um grande obstáculo e impede a passagem dos peões no seu local devido, o passeio.
Além disso há o perigo de estes quererem contornar o obstáculo pela faixa de rodagem, e os próprios automobilistas se verem na contingência de ter de ceder passagem, e gerar assim impedimentos ao nível do trânsito ou, mesmo um condutor mais distraído acabar por, acidental e involuntariamente, atropelar alguém. 
Num concelho onde a mobilidade é tão publicitada, deixo aqui o alerta aos serviços camarários ou à Junta de Freguesia de Alcabideche que observem e tenham em conta esta situação e que possam resolvê-la para bem de moradores. 
Imprimir

3 comentários:

Anónimo disse...

Tantos funcionarios da camara municipal que ali passam diariamente, e tem qus ser um municipe a denunciar isto ... uma vergonha

Unknown disse...

Sobre os carros que sempre (isto sem exagerar) estão em cima dos passeios ninguém se indigna. Lamento.

Unknown disse...

Não é verdade,muito setem falado,sobre os automóvel em cima dos passeios,

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas