Um vereador faz toda a diferença


27 ABRIL 2020

Estamos perante uma situação completamente nova nas nossas vidas. O COVID-19 obrigou-nos a alterar o nosso estilo de vida, e os dirigentes políticos aplicam as medidas para proteger as populações. Mas há pessoas que estão mais desprotegidas devido à sua condição social: as pessoas em situação de sem-abrigo. 

Enquanto o SNS está a fazer a sua parte, as Câmaras Municipais utilizam os seus recursos que têm e aqui vemos quem agiu de forma preventiva e reativa.

Por exemplo: Manuel Grilo, vereador pelo Bloco de Esquerda em Lisboa e com os pelouros Educação e dos Direitos Sociais, já tinha obra feita. 

Em Novembro do ano passado foi apresentado o projecto “Housing First”. O objectivo do projecto é angariar mais de 100 habitações para pessoas que se encontram em situação de sem-abrigo. E a obra nem sequer ficou por aqui. Reforçaram medidas de prevenção para a população de sem-abrigo da pandemia, e - que estão naturalmente mais expostas.

E Cascais? Teve de agir de uma forma reativa e não foi por falta de propostas.

No passado dia 16 de Dezembro de 2019, o Bloco de Esquerda apresentou uma recomendação para a criação de uma Casa Albergue para receber pessoas sem-abrigo. Foi chumbada pelo executivo PSD/CDS com os argumentos usados a deixarem qualquer um espantado: desde a alegação de que uma medida como esta, de simples saúde pública que protege todos, acarretaria uma “emigração de sem-abrigos”, bem como os perigos de andarem a partir as casas de banho. E assim se inviabilizou uma proposta de simples racionalidade, que protegia quem dela necessitava e quem vive no concelho. 

Entretanto, tiveram que agir, e bem, face à crise. Mas teve de surgir uma crise destas proporções para fazerem algo de simples e racional, que protege todos. 

Aqui está a diferença. Um vereador em Lisboa fez mais pelas pessoas em situação de sem-abrigo do que uma Câmara que só reage quando a crise já cá mora.

*Membro da Coordenadora Concelhia de Cascais do Bloco Esquerda

Outros artigos de TIAGO TEIXEIRA

*Os artigos de opinião publicados são da inteira responsabilidade dos seus autores e não exprimem, necessariamente, o ponto de vista de Cascais24.
Imprimir

Sem comentários:

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."