Milionária chinesa "compra" Cascais

INVESTIGAÇÃO

MILIONÁRIA chinesa Ming Chu Shu está a investir milhões em Cascais
28 dezembro 2020
Chama-se Ming Chu Hsu, nasceu em Taiwan e até passou por Wall Street a cidadã chinesa que está a investir milhões em Cascais. 
Aparentemente, é a grande investidora do empreendimento de luxo, que vai nascer do antigo e mítico hotel Cidadela, entretanto destruído.

O “Legacy Cascais” inclui 10 moradias privadas, 28 apartamentos e um hotel de 5 estrelas, com preços que oscilam entre os 560 mil euros e os dois milhões. 

CIDADELA mítico hotel foi completamente desmantelado para dar lugar a negócio de milhões

Consta, igualmente, que é a investidora do Bloom Marinha- um condomínio de luxo fechado da Quinta da Marinha, onde predominam 88 casas e nas quais terá investido mais de 100 milhões.

Negócio imobiliários à parte e na qual parece ser uma “expert” a senhora Ming Chu Hsu também é referenciada como tendo contribuído “como prova de generosidade” com 2 milhões para a Universidade de Economia sediada em Carcavelos.

A nível nacional, a misteriosa senhora Ming Chu Hsu também está a investir noutras regiões do Pais, sobretudo na capital, Lisboa, e no distrito de Setúbal.

Diz-se que a senhora Ming Chu, cuja alegada fortuna estará a ser, segundo Cascais24 apurou,  alegadamente investigada minuciosamente pela Interpol e pela Europol, manifestou interesse em investir em Portugal a partir de 2014, quando visitou o País como turista, na sequência da crise financeira então vivida. Terá começado a investir um ano depois em “segmentos de luxo”, por estar “encantada com Portugal”. 

Para além de empresária de aparente sucesso, apesar de algumas fontes considerarem tratar-se de uma “testa de ferro”, a senhora Ming Chu Hsu também tem o seu lado filantropo. 

SENHORA Ming Chu Hsu em brinde aos 2 milhões doados à Universidade de Carcavelos

Este ano, na sequência da Covid19, ofereceu a Portugal equipamentos médicos no valor de 4,6 milhões de euros.

Casada com um cidadão norte-americano e mãe de dois filhos, a senhora Ming Chu Hsu estudou matemática e finanças nos Estados Unidos e chegou a trabalhar no maior centro financeiro do Mundo: Wall Street.

Atualmente, a sua vida pessoal e empresarial divide-se entre os Estados Unidos e Hong Kong e o seu nome consta da base de dados de empresas “offshore” investigadas pelo consórcio internacional de jornalistas de investigação no âmbito do célebre “Paradise Papers”.



 


2 comentários:

Antonio Costa disse...

Viva

Maria Santos disse...

Aqui há um "grande, grande gato" que vamos pagar caro, muito caro! Lamentavelmente, a sra. não investe na China, USA ou outros países, porque será? Lavagem de dinheiro, testa de ferro do gov. Chinês que tem muito que melhorar no seu país: pobreza, liberdade de expressão, etc..

NOTÍCIAS MAIS LIDAS nos últimos 7 dias