Mau tempo em Cascais inundou baixa, estradas e provocou queda de árvores

ATUAL

CHEIA na baixa de Cascais e queda de árvore na via férrea

Por VALDEMAR PINHEIRO e EMANUEL CÂMARA
20 fevereiro 2021 | 19h10

Inundações um pouco por todo o lado, com especial incidência no largo de Camões, no centro da vila, e em estradas principais, a subida de caudais de algumas ribeiras, como a das Vinhas e a queda de árvores, a principal das quais abateu-se sobre a via férrea, em São João do Estoril, interrompendo a circulação de comboios, foram as consequências da chuva intensa e dos ventos fortes que atingiram este sábado o concelho de Cascais.

O maior número de inundações registou-se depois do meio-dia, devido à intensa precipitação, obrigando os cinco corpos de Bombeiros do concelho de Cascais a desdobrarem-se nas operações de socorro, quer na via pública, quer em habitações.

A baixa de Cascais foi uma das mais atingidas pelas águas que, em alguns casos, chegaram a entrar em alguns estabelecimentos. “Há muitos anos que não havia memória de cheias na baixa de Cascais”, disse, a propósito, um morador, segundo o qual “a par da chuva intensa, a acumulação de águas deve-se, também, à falta de limpeza dos semidouros de escoamento”. 

LARGO de Camões completamente inundado

Ao nível das ribeiras, a situação mais grave registou-se na Ribeira das Vinhas, com o caudal a subir assustadoramente, obrigando à intervenção da Cascais Ambiente que desbloqueou obstáculos existentes junto ao túnel.

Para além de estradas inundadas, um pouco por todo o concelho, levando em alguns casos à interdição da circulação rodoviária, também o pavilhão desportivo de Alcabideche foi inundado.

Trata-se do pavilhão onde o município instalou o centro de vacinas, mas segundo fontes municipais asseguraram “as áreas estratégicas, nomeadamente onde está o frigorífico e as operacionais não foram afetadas”.

Também o vento forte atingiu a região, provocando a queda de árvores. 

TRABALHOS na via férrea para reparar os danos

A situação mais grave registou-se em São João do Estoril, com uma árvore de grande porte a abater-se sobre a via férrea, levando à interrupção da circulação de comboios.

Há a registar avultados danos na catenária, tendo vários cabos elétricos sido afetados", segundo apurou no local um repórter de Cascais24 junto de fonte da Infraestruturas de Portugal, não havendo ainda uma previsão de quando estarão concluídos os trabalhos de remoção da árvore e a reparação dos estragos.

Bombeiros do Estoril e equipas da Refer estiveram envolvidos nos trabalhos. 

ÁRVORE de grande porte abateu-se sobre a via

Entretanto, o município criou uma task force constituída pelo vereador Nuno Piteira Lopes, Serviço Municipal de Proteção Civil e as empresas municipais Cascais Ambiente e Próxima, bem como a Polícia Municipal, para detetar e acudir às situações mais críticas.

No entanto, ao final da tarde, o chefe do executivo, Carlos Carreiras informou na sua página da rede social Facebook que “a situação está controlada”.

As previsões meteorológicas, todavia, apontam para que o mau tempo continue a fazer-se sentir nas próximas horas.




 

 

 

 

 

 


Sem comentários:

DESTAQUE.

Agente da Polícia Municipal agredido à cabeçada junto ao CascaisVilla

SEGURANÇA .  Um agente da Polícia Municipal foi agredido à cabeçada e teve necessidade de ser assistido no Hospital de Cascais, este sábado,...

+ populares