DAMÁSIO LIBERTADO SOB CONDIÇÕES

Por Cascais24

03.03.2016
ATUALIZADA. Branqueamento de capitais e tráfico de influências, são as suspeitas que recaem em Manuel Damásio, 75 anos, antigo presidente do SLBenfica - o homem que está por detrás do novíssimo e luxuoso Hotel Intercontinental (antigo hotel Atlântico), no Monte Estoril, que foi detido esta quinta-feira, logo pela manhã, no Estoril, por inspetores da brigada Anticcorrupção da PJ, no âmbito da operação "Rota do Atlântico" e acabou libertado ao final da noite, mediante Termo de Identidade e Residência (TIR) e proibição de contatar com outros arguidos.

Os inspetores da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ intercetaram Manuel Damásio, logo depois do empresário ter saído do Hotel Intercontinental, onde possui uma suite que lhe serve de residência e a qual foi alvo de buscas, aquando do desencadear da operação "Rota do Atlântico", que culminou, inicialmente, nas detenções do empresário José Veiga, atualmente em prisão preventiva, e de Paulo Santana Lopes, irmão de Pedro Santana Lopes, e em prisão domiciliária.

"Foi detido perto da residência", avançou, ao Cascais24, fonte da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Judiciária, sem precisar mais pormenores.

Conforme Cascais24 avançou no dia 9 de Fevereiro, era previsível a detenção e constituição de mais arguidos no âmbito da ofensiva anticorrupção, denominada "Rota do Atlântico", entre os quais o antigo presidente do SLBenfica Manuel Damásio, promotor imobiliário do luxuoso hotel inaugurado em Dezembro com a presença do presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras.

Ouvido pelo juiz Carlos Alexandre, no Tribunal Central de Instrução Criminal, Manuel Damásio saiu ao final da noite, com Termo de Identidade e Residência (TIR) e a proibição de contatar outros arguidos no inquérito em curso no âmbito da operação "Rota do Atlântico".













Sem comentários:

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."