JUDICIÁRIA prende homem que continuou em Cascais abusos sexuais contra a enteada começados no Brasil

JUSTIÇA


Por REDAÇÃO
20 outubro 2022 | 14h25

A Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo deteve um homem, 57 anos, a viver em Cascais há alguns meses, suspeito de continuar a praticar contra a enteada abusos sexuais, que terão começado há quatro anos no Brasil.


O suspeito, entretanto submetido a primeiro interrogatório judicial, viu o juiz de Instrução Criminal de Cascais confirmar a prisão preventiva.

 

Os crimes cometidos sobre a sua enteada, atualmente com 11 anos de idade, começaram no Brasil, há cerca de 4 anos, e continuaram em Cascais, para onde toda a família acabou por mudar-se há alguns meses.


Segundo a Polícia Judiciária, que investigou os abusos através da Secção de Crimes Sexuais, o último abuso conhecido foi praticado em finais de setembro último.

 

Os abusos tiveram lugar na residência de família, tendo o autor aproveitado ausências da mãe da criança, sua companheira, para, tirando partido da dependência, da confiança e da proximidade que tinha para com a menor, a submeter a atos sexuais de relevo.



 


Sem comentários:

Publicação em destaque

SISMOS o que fazer...

DICAS PREVENTIVAS |  Com o mais recente evento sismológico da Turkia e na Síria a pergunta que devemos fazer é se nós os Portugueses estamos...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA