JUDICIÁRIA deteve 5 jovens por crime grupal violento contra dois outros em Cascais. Suspeitos estão proibidos de sairem do concelho de Oeiras

SEGURANÇA


Por REDAÇÃO
21 novembro 2022 | 18h28

A Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo deteve cinco jovens - quatro estrangeiros e um português - por crimes de ofensas à integridade física qualificadas, ameaça agravada e posse de armas proibidas praticados há dois anos no concelho de Cascais.


No dia 20 de dezembro de 2020, os suspeitos, com idades entre os 17 e os 19 anos, atacaram dois outros jovens, portugueses, também com 17 e 19 anos.

 

Na sequência das investigações efetuadas, foi possível determinar que as circunstâncias criminosas tiveram lugar num contexto de violência juvenil mantida entre dois grupos de jovens, oriundos de bairros residenciais situados nos concelhos de Oeiras e Cascais.

 

Após terem provocado e desafiado nas redes sociais um grupo rival, decidiram ir ao encontro de alguns membros deste e, munidos de armas de fogo e brancas, agrediram dois deles no concelho de Cascais.

 

Como consequência das agressões praticadas pelos cinco arguidos, que integravam um mesmo grupo, as duas vítimas tiveram necessidade de receber tratamento hospitalar.


Segundo a PJ, o inquérito foi tutelado pelo DIAP de Cascais.

 

Presentes aos serviços do Ministério Público e Tribunal de Instrução Criminal de Cascais, para interrogatório Judicial, os jovens suspeitos viram ser-lhes aplicadas medidas de coação de apresentações trissemanais no posto policial da área de residência, proibição de contatos com as vítimas e membros afetos ao grupo das vítimas e ainda a proibição de ausentarem-se para fora dos limites do concelho de Oeiras, onde residem. 



 

Sem comentários:

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA