JOVENS partiram de Cascais rumo a Glasgow numa corrida pelo planeta

ATUAL

PORTUGUESES iniciaram a viagem esta sexta-feira a partir de Cascais

Por REDAÇÃO
23 outubro 2021 | 16h11

Doze jovens portugueses partiram, esta sexta-feira, de Cascais rumo à Conferência das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas - COP26, no âmbito da competição Climes to Go.

No Centro de Interpretação Ambiental da Pedra do Sal, em S. Pedro do Estoril, o ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, e o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras saudaram estes jovens no início desta viagem contra o tempo pelo combate às alterações climáticas. 

Com idades entre os 22 e os 30 anos, e organizados em três equipas de quatro elementos cada, os participantes farão a viagem da forma mais sustentável possível e com o maior impacto positivo nas comunidades que vão contactar.

Ao longo da viagem, as equipas, que competem sob os temas água, energia e produção e consumo sustentável, terão de monitorizar tanto a sua pegada hídrica, como a sua pegada carbónica, assim como dar resposta a desafios previamente definidos.

MINISTRO do Ambiente e "Mayor" de Cascais marcaram presença na Pedra do Sal
_________________________________

A viagem culminará num side Event na COP26 em Glasgow, a 2 de novembro.

Organizada pela Get2C e a Earth Watchers em parceria com a Câmara Municipal de Cascais e a Embaixada Britânica, a iniciativa pretende mobilizar a sociedade portuguesa para a urgente transição climática e conta com o financiamento do Fundo Ambiental e o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, do Oney Bank e do Grupo Altri.

Objetivos 

São objetivos da organização da Climes to Go – A race for our planet,

 

  • Mobilizar a sociedade portuguesa para a urgente transição climática, através de um convite à participação direta de uma forma apelativa e desafiante
  • Demonstrar que o caminho da descarbonização rumo à neutralidade carbónica é possível, necessário e inevitável
  • Demonstrar a viabilidade dos diferentes modos de transporte (em alternativa aos combustíveis fósseis) para percorrer longas distâncias
  • Demonstrar a influência dos estilos de vida na nossa pegada de carbono, analisando o impacto das nossas escolhas e dos nossos comportamentos no dia a dia
  • Alertar para a necessidade de adaptação, tendo em conta os efeitos das alterações climáticas em especial em localizações mais vulneráveis.


 

 


Sem comentários:

Publicação em destaque

LIBERAIS exigem compromisso de ministro para a conclusão da ligação da Linha de Cascais à de Cintura até 2027

A Assembleia Municipal de Cascais aprovou, esta segunda-feira, uma moção apresentada pela Iniciativa Liberal (IL) que reitera a necessidade ...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA