INUNDAÇÕES. Comunistas acusam coligação no executivo de “falta de planeamento” e liberais exigem esclarecimentos a Carlos Carreiras

ATUAL

BAIXA de Cascais foi a mais afetada

Por REDAÇÃO
24 FEVEREIRO 2021 | 13H10

A comissão concelhia do PCP de Cascais acusa o executivo PSD/CDS na Câmara de Cascais de “total ausência de planeamento” para minorar os riscos de inundações no concelho, enquanto o Núcleo Territorial de Cascais da Iniciativa Liberal enviou a Carlos Carreiras uma carta aberta, na qual exige esclarecimentos a questões que quer ver respondidas.

“As políticas levadas a cabo pelo executivo PSD/CDS na Câmara de Cascais em nada têm contribuído para minorar os riscos de inundações no Concelho, onde uma total ausência de planeamento no que respeita à prevenção das consequências destes fenómenos naturais, aliada à impermeabilização indiscriminada dos solos, ao encanamento e falta de limpeza das ribeiras, à destruição crescente de espaços verdes e à falta de manutenção e limpeza da rede de drenagem de água pluvial, têm levado, inevitavelmente, ao agravamento e aumento das zonas de risco de inundação, no Concelho de Cascais”, acusa o PCP em comunicado enviado esta segunda-feira às redações.

Ainda segundo o mesmo comunicado, “as alterações ao PDM de Cascais, concretizadas por este executivo, promovem a eliminação de corredores verdes e a impermeabilização dos solos, em particular, em zonas de Reserva Ecológica Nacional correspondentes a leito de cheias, e muitos dos planos de urbanização aprovados, ou em vias de aprovação, por esta maioria PSD/CDS, acarretam graves consequências ao nível do aumento do risco de inundações, além de serem claros atentados ambientais”. 

“O PCP alerta, uma vez mais, para os riscos do prosseguimento destas políticas de direita onde a especulação imobiliária se sobrepõe à defesa das populações e afirma a necessidade de lutar por uma mudança de esquerda, em Cascais, que ponha termo a este rumo de destruição ambiental e coloque, definitivamente, os interesses das populações no centro da sua intervenção”, conclui a nota da concelhia comunista de Cascais, não sem “deixar de repudiar as declarações demagógicas do actual Presidente da Câmara de Cascais ao comparar estas inundações com as ocorridas na década de oitenta, numa clara tentativa de branqueamento das suas responsabilidades e ofendendo a memória colectiva de um povo que viveu e sofreu as duras consequências desse temporal de 19 de Novembro de 1983”.

Já o Núcleo Territorial de Cascais da Iniciativa Liberal, em comunicado enviado esta terça-feira à Comunicação Social, exige esclarecimentos em carta aberta enviada ao chefe do executivo Carlos Carreiras.

Depois de expressar “profunda preocupação com a segurança de pessoas e bens em Cascais face às inundações que ocorreram no passado sábado” na baixa de Cascais, a Iniciativa Liberal entende que é necessária uma explicação cabal e detalhada das medidas que a Câmara Municipal de Cascais tem para evitar uma repetição da inundação de 20 de fevereiro de 2021”.

Na carta aberta enviada ao Presidente da Câmara Municipal de Cascais, a IL Cascais avança com um pedido de Esclarecimento Público, na qual identifica vários problemas por solucionar e exige esclarecimentos por parte da autarquia. 

INICIATIVA Liberal quer esclarecimentos do chefe do executivo

As questões levantadas pela Iniciativa Liberal de Cascais estão relacionadas com o sistema de alerta e com medidas de prevenção, nomeadamente na limpeza e escoamento no leito de ribeiras.

Questiona, ainda, quais são os planos da Câmara Municipal de Cascais para evitar que a situação que ocorreu a 20 de fevereiro de 2021, ou uma situação ainda mais gravosa, não volte a acontecer.

Eis algumas das questões colocadas pela Iniciativa Liberal de Cascais ao presidente do município:

 

  1. O sistema de alerta de cheias na Ribeira das Vinhas, contratado em 28 de novembro de 2019 pelo valor de 62.830,00€ estava em funcionamento no dia 20 de fevereiro de 2021?
  2. No dia 20 de fevereiro de 2021, em face do agravamento das condições meteorológicas, que medidas foram tomadas para precaver situações de cheias no concelho de Cascais?
  3. No dia 20 de fevereiro de 2021, em face do agravamento das condições meteorológicas, que esclarecimentos, avisos ou recomendações foram prestados pela Câmara Municipal de Cascais e pela Proteção Civil de Cascais às populações em zonas de maior risco?
  4. Que medidas preventivas foram tomadas antes da época de chuvas para garantir a limpeza e escoamento no leito de ribeiras, nomeadamente na Ribeira das Vinhas e, especificamente, na parte da mesma que se encontra encanada?
  5. Quais foram os valores da precipitação, numa base horária, obtidos em estações de medição no concelho de Cascais entre as 00h00m do dia 19 de fevereiro de 2021 e as 23h59m do dia 20 de fevereiro de 2021?
  6. Quais foram os valores da precipitação, numa base horária, obtidos em estações de medição no concelho de Cascais entre as 00h00m do dia 18 de novembro de 1983 e as 23h59m do dia 19 de novembro de 1983?

O Núcleo Territorial de Cascais da Iniciativa Liberal (IL) foi criado em 2019.  Nas últimas eleições legislativas, a Iniciativa Liberal foi a 7ª força política mais votada no concelho e a 6ª na freguesia de Cascais.





Sem comentários:

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS