Mural de Bosoletti em Cascais destruído

SEJA UM REPÓRTER CASCAIS24 E ENVIE-NOS A SUA NOTICIA, FOTOGRAFIA OU VÍDEO PARA:cascais24.cidadaoreporter@gmail.com
LUIZ SOUTA (Texto e fotos)
17 julho 2019
Entre estas duas fotos medeiam três anos e meio e elas ilustram bem o sentido transitório da Street Art enquanto «arte do efémero».

O velho Hospital de Cascais está totalmente demolido (ainda chegou a ser anunciado que uma universidade privada iria reconfigurá-lo para o ensino, num curso de medicina).

E neste desenfreado deita abaixo, nem o mural do argentino Bosoletti foi poupado!

Este é um espaço apetecível pela especulação imobiliária devido à sua centralidade e enorme área (ocupa quase uma quarteirão).

A insensibilidade dos ‘empreendedores’ da construção e a apatia da sociedade civil explicam esta incapacidade em consolidar este graffiti (do Muraliza 2015) como ‘património’ local.

Ficámos todos a perder!

PS: Saiba tudo sobre este mural no blogue “Estudo Geral” em https://luis-eg.blogspot.com

Imprimir

3 comentários:

Anónimo disse...

E o protocolo com a familia c
Castro Guimaraes .. foi contornado ? Alguem com responsabilidade municipal devia explicar este empreendimento no coracao da vila

Ana Mesquita disse...

Viva Luiz
Já há um caso de indemnização de Milhoes de dólares num edifício em NY
Há esperança.
O problema é, à partida, chamar-lhe arte efémera.
É isso que tem talvez tenha de mudar.
De qq modo, qq quadro pode tb ser efémero. Nada é absolutamente perene.
Os artistas que têm projectos de murais devem unir-se e zelar pela manutenção das obras criadas.

Abraço
MESQ

Anónimo disse...

Por favor, preocupem-se em coisa menos banais. O prédio em ruinas, todo quebrado, usado por usuários de drogas, fez muito bem em deitar tudo abaixo! Parabéns aos responsáveis.

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."