ENCAPUZADOS ASSALTAM CASAS A COBERTO DA NOITE

Por Cascais24

11.01.2016
Suspeita-se que o grupo de quatro encapuzados que, este sábado, de madrugada, tomou de assalto uma residência, no centro de Cascais, durante o qual pai e filho foram violentamente agredidos, um deles à facada, seja o mesmo que, desde meados do último Verão protagonizou, pelo menos, seis assaltos noturnos a domicílios no concelho, apurou Cascais24 junto de fonte próxima da investigação, que está a cargo da Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo.
 
No assalto de sábado, a uma casa na Travessa do Colégio, centro históricos de Cascais, os quatro desconhecidos introduziram-se por volta das 2h30, surpreendendo o casal de locatários, ambos de 68 anos, que habitam no primeiro andar.
 
O homem foi agredido à coronhada e a soco, tendo o filho, de 41 anos, que vive no rés-do-chão acabado por ser golpeado na região abdominal ao socorrer os pais.
 
Pai e filho acabaram por ser transportados pelos Bombeiros Voluntários de Cascais à urgência hospitalar, de onde tiveram alta mais tarde.
 
Já os assaltantes, que estavam armados com uma pistola, um objeto metálico e armas brancas, conseguiram escapar, sem, no entanto, lograrem roubar quaisquer valores.
 
Segundo Cascais24 apurou, este grupo poderá estar ligado a outros ataques noturnos a domicílios no concelho de Cascais, um dos quais teve por palco, no início de Dezembro, uma moradia na Rua Alexandre Herculano, nas Areias, em São João do Estoril.
 
Na altura e, conforme Cascais24 noticiou, o casal locatário, de 81 e 84 anos foi feito refém durante cerca de 45 minutos pelos assaltantes encapuzados, que acabaram por roubar jóias e dinheiro.
 
Outro dos assaltos, alegadamente praticados por este grupo, teve lugar em junho a outra moradia, desta feita no Alto dos Lombos, em Carcavelos.

 
Para além da investigação estar entregue a uma das brigadas Antiroubo da Polícia Judiciária (PJ), também investigadores criminais da PSP de Cascais têm procurado recolher informação que possa conduzir à identificação, localização e detenção dos suspeitos.


Sem comentários:

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."