DIRETOR da Fernando Lopes-Graça garante estar em curso “processo de melhoria” das instalações escolares

ATUAL

JOSÉ Guerreiro, diretor do Agrupamento de Escolas de Parede, assegura "estar em curso um processo de melhorias das instalações" da Secundária Fernando Lopes-Graça (Crédito: Arquivo)


01 abril 2022 | 17h01
O diretor da Escola Fernando Lopes-Graça, do Agrupamento de Escolas de Parede, assegura “estar em curso um processo de melhorias das instalações” na sequência de um acordo entre a Câmara Municipal de Cascais e o Ministério da Educação.

Em resposta a questões colocadas por Cascais24h, na sequência da concentração, esta quinta-feira, de alunos que exigem melhorias no estabelecimento de ensino, José Bentes Guerreiro confirmou a entrega por parte dos estudantes de um documento “com um conjunto de preocupações relativamente às instalações e equipamentos escolares”.

No entanto, fazendo um ponto da situação, José Guerreiro revela que a “primeira fase do processo de melhoria das instalações terminou em outubro de 2022” em que “foram substituídas todas as caixilharias e janelas, estores, parapeitos das janelas e todas as portas de entrada nos pavilhões”.

“Neste momento – afirma o mesmo responsável – está a decorrer uma 2ª fase de obras que tem como objetivo a intervenção em todas as salas dos Pavilhões (paredes, chão, pintura, eletricidade) para que as condições de aprendizagem melhorem. Esta intervenção está prevista continuar a decorrer durante todo o próximo ano letivo (2022-23)”.

No ano letivo 2023-24 – esclarece José Guerreiro - irá decorrer a 3ª fase que tem como objetivo a ampliação da escola que prevê a construção de mais 2 Pavilhões, a cobertura entre Pavilhões e a possibilidade de ligação entre os Pavilhões através do 1º andar. Esta fase prevê-se concluída em 2025”. 

Relativamente às casas de banho, outra das questões levantadas pelos alunos, José Guerreiro afirma que “existe um processo de recuperação dos fechos das portas, que são o principal problema”.

Também a nível do mobiliário escolar, outro dos problemas denunciados pelos estudantes,  adianta que “tem sido feito um esforço no sentido da renovação, nomeadamente na substituição de cadeiras”, encontrando-se a grande maioria substituído”.

Já quanto à insuficiência e/oufraca capacidade dos computadores e da rede wi-fi, o diretor do estabelecimento de ensino salienta que “está disponível o acesso a computadores fornecidos pelo Ministério da Educação, verificando-se que a taxa de adesão, por parte dos alunos, é muito reduzida – taxa de entrega inferior a 25%”.

Finalmente, o diretor do Agrupamento de Escolas de Parede assegura que na escola Fernando Lopes-Graça “todos os horários estão ocupados por professores, isto é, não há falta de professores”.

Notícias relacionadas

+ALUNOS da Fernando Lopes-Graça exigem melhorias na escola

+ALUNOS da escola Fernando Lopes Graça querem problemas resolvidos




Sem comentários:

Publicação em destaque

FOGO que começou em Rio de Mouro ameaça chegar ao concelho de Cascais

Um incêndio que deflagrou, esta sexta-feira, ao início da tarde, em área de mato, em Rio de Mouro, tem vindo a progredir devido ao vento e a...

FOI NOTICIA

BLOGS