Guardião do Estoril acusado de agressões pela ex-companheira nega violência

Desporto

Por Redação
09/06/2018

O guardião do Estoril Praia, o cabo-verdiano Thierry Ramos Graça, 23 anos, foi acusado pela ex-companheira de violência doméstica, durante uma festa de amigos, há uma semana, no Seixal, mas o futebolista nega, embora reconheça que ambos apenas discutiram.

A verdade é que a ex-companheira do futebolista formalizou queixa na PSP e teve mesmo necessidade de ser assistida na urgência do Hospital Garcia de Orta, em Almada.

A notícia das alegadas agressões do futebolista à ex-companheira, que terá sofrido hematomas e escoriações diversas, é avançada pelo CM.

A alegada vítima, que tem um filho em comum com Thierry Graça, contou ao mesmo jornal que as agressões terão começado no prédio do edifício, onde fora a festa, no Seixal, e continuaram na via pública e só terão terminado quando um morador interveio.

Já Thierry Graça desmente que alguma vez tenha agredido a ex-companheira, embora confirme que apenas discutiram.


Thierry Graça, 23 anos, oriundo do clube cabo-verdiano Batuque FC e com passagens pelos Juniores do Oeiras na época 2013/14, e com formação no Benfica, clube no qual integrou a equipa de juniores que chegou à final da UEFA Youth League em 2014 e, ainda pelo Orlando City (Estados Unidos), chegou aos 19 anos, como reforço, a custo zero, ao Estoril em junho de 2016.

O contrato com os canarinhos, pelos quais só duas vezes foi titular, termina a 30 de junho de 2020.

Em fevereiro último, o guardião estorilista valia no mercado 100 mil euros.

Nascido em janeiro de 1995 na Ilha de São Vicente, no Mindelo, Cabo Verde, Thierry Ramos Graça, que faz parte da seleção de futebol cabo-verdiana, começou a dar os primeiros chutos na bola em campos de terra.

É caraterizado pela sua humildade, técnica, respeito pelos colegas e adversários, e espírito para evitar que a bola entre na baliza que defende.
Imprimir

Sem comentários:

Publicação em destaque

REGIÃO interior de Cascais foi a mais fustigada pelo mau tempo

O interior do concelho de Cascais foi o mais fustigado pelo mau tempo, sobretudo pela forte precipitação que assolou a região entre o final ...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA