CONSTRUÇÃO de mansão está a provocar derrocadas e a pôr em perigo casas e vida de moradores na Biscaia

SEGURANÇA



Por REDAÇÃO
08 novembro 2022 | 21h42

EXCLUSIVOCascais24Horas | Os trabalhos de construção de uma mansão na Biscaia, na freguesia de Alcabideche, estão a provocar o deslizamento de terras e a colocar em perigo as casas e a vida de moradores.

Em terreno fortemente inclinado, os trabalhos para a construção de uma gigantesca moradia estão a ser levados a cabo pela empresa Key Properties – Investimentos Mobiliários e Imobiliários, S.A. 

Esta empresa, segundo Cascais24Horas apurou, é a titular do alvará de Construção n.º 364, emitido em 14 de outubro de 2020 pela Câmara Municipal de Cascais para a rua da Biscaia.

As obras de construção tiveram início no final do março último e estão em adiantado estado de avanço.

Em 2021, a afixação do aviso de obra no local gerou uma enorme contestação popular, que deu lugar a uma petição pública e apresentação de ações judiciais contra a construção por os moradores da Biscaia considerarem que a obra projetada violava diversas normas de proteção do parque Natural Sintra-Cascais e do PDM de Cascais.

Nas queixas apresentadas a diversas entidades, os moradores justificavam a contestação pela inclinação do terreno, pela existência de um leito de ribeira, pela dimensão prevista para a moradia e por diferir muito das construções existentes no local.

Afirmavam que a Câmara Municipal de Cascais não podia ter autorizado a sua construção e acrescentavam também que a mesma punha em causa o ambiente e a qualidade de vida da população residente e que o projeto continha deficiências e incongruências que tornavam o licenciamento inválido. 

Inclusivamente, a questão foi objeto de discussão em reuniões camarárias e Assembleia Municipal, com a Câmara a manter a decisão de licenciamento anterior, que havia sido tomada pelo vereador do Urbanismo.

Agora a remoção da vegetação existente e as escavações levadas a cabo para a construção da nova moradia estarão a provocar o esboroamento do terreno e a consequente queda de telhados, havendo muros suspensos por estacas e jardins onde o terreno desapareceu, dando lugar a crateras. 


Além de significarem um prejuízo enorme para os moradores, os danos que têm vindo a ser registados estão a pôr em causa a vida e segurança de todos quantos vivem na área. Há enormes rachas nas paredes de, pelo menos, uma das casas vizinhas. As permanentes alterações meteorológicas adversas vêm tornar ainda mais perigosa a situação porque as chuvas tenderão a provocar novos deslizamentos dos terrenos que sustentam as casas e que, em consequência da nova construção, agora estão soltos.

Entretanto, perante o continuado e reiterado perigo para a sua integridade e para a segurança das suas casas, os moradores fizeram queixa às autoridades, nomeadamente à Proteção Civil, à GNR e ao Ministério Público, disse um dos moradores a Cascais24Horas

Aparentemente, ainda nenhuma das entidades interveio.

Devido ao adiantado da hora a que chegou a Cascais24Horas esta denúncia, acompanhada de fotos bastante elucidativas, e que demonstram aquilo que pode vir a tornar-se no preludio de uma tragédia, que deve ser evitada a todo o custo, não foi possível contatar com nenhuma das entidades e autoridades  para obter um comentário.






1 comentário:

Clemente Alves-Vereador CDU disse...

O que está a acontecer, provocado por esta aberrante construção, foi previsto pelos moradores da Biscaia e por mais de uma vez referido pelo vereador da CDU nas reuniões da Câmara e pelos deputados na Assembleia Municipal. Como de costume, quando os interesses dos amigos falam mais alto, o Sr.C. Carreiras fez orelhas loucas. Oxalá problemas mais graves não aconteçam numa das próximas chuvadas.
O que está a acontecer, provocado por esta aberrante construção, foi previsto pelos moradores da Biscaia e por mais de uma vez referido pelo vereador da CDU nas reuniões da Câmara e pelos deputados na Assembleia Municipal. Como de costume, quando os interesses dos amigos falam mais alto, o Sr.C. Carreiras fez orelhas loucas. Oxalá problemas mais graves não aconteçam numa das próximas chuvadas.

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA