CASCAIS NA ROTA DE INVESTIGAÇÃO DA ASAE a negócio de venda de peças usadas de veículos em fim de vida

SEGURANÇA

ASAE começou investigação online e acabou com operação nos locais físicos, entre os quais Cascais

Por REDAÇÃO
25 janeiro 2022 | 17h25

Cascais foi um dos cinco concelhos alvo de uma operação da ASAE que começou inicialmente na venda online de peças usadas provenientes de veículos em fim de vida e terminou na fiscalização física e presencial nos respetivos estabelecimentos.

Para além de Cascais, os inspetores da ASAE fiscalizaram locais nos concelhos de Mafra, Setúbal, Santarém e Leiria.

Segundo uma nota divulgada pela ASAE, as ações resultaram na apreensão de 680 peças usadas, entre as quais, 26 motores de automóveis, 11 caixas de velocidades, 300 quadrantes, airbags, radiadores, entre outros, no valor total de € 40.771,91. 

MATERIAL confiscado pelos inspetores (Créditos: ASAE)

A ASAE abriu, ainda, processos de contraordenação ambiental pela comercialização online e física de peças usadas integradas em veículos em fim de vida, sem apresentação de evidências sobre a sua proveniência e por não apresentarem o número da licença do operador de desmantelamento.

A investigação a este negócio esteve a cargo da Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal (UNIIC) e iniciou-se na sequência da identificação de operadores económicos, que procediam à venda online de peças de veículos usadas sem a devida informação adicional.

Entretanto, A ASAE deixa o alerta de que é proibida a comercialização deste tipo de peças quando não sejam provenientes de operadores de desmantelamento licenciados e não apresentem informação sobre o número da licença do operador de desmantelamento de proveniência, incluindo vendas em ambiente digital.



 

 

 

 

 


Sem comentários:

Publicação em destaque

REGIÃO interior de Cascais foi a mais fustigada pelo mau tempo

O interior do concelho de Cascais foi o mais fustigado pelo mau tempo, sobretudo pela forte precipitação que assolou a região entre o final ...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA