Cascais ajuda mais desfavorecidos com "consertos solidários" na habitação

Atual


Se está no grupo dos mais desfavorecidos, vive numa habitação mais ou menos degradada e precisa urgentemente de pequenas reparações em casa, então está em condições de candidatar-se ao projeto "Consertos Solidários" - uma iniciativa da Câmara Municipal de Cascais, com mão de obra gratuita da empresa municipal Cascais Próxima.

O objetivo do projeto, diz o município, é "melhorar a qualidade de vida de pessoas desfavorecidas do concelho, através da realização de pequenas reparações nas suas habitações".

A iniciativa foi lançada há cerca de seis meses, tendo desde o início chegados 16 pedidos de intervenção, dos quais seis foram entretanto executados.

As principais tarefas realizadas no âmbito das intervenções efetuadas referem-se a trabalhos de eletricidade, reparação de torneiras, fixação de azulejos e pinturas de paredes.

Segundo o município, podem beneficiar deste serviço gratuito, da responsabilidade da empresa municipal Cascais Próxima, munícipes com carência económica comprovada e que reúnam as condições de acesso definidas.

Para o próximo ano, a empresa municipal Cascais Próxima prevê afetar uma verba de 20 mil euros no orçamento para realizar as pequenas obras, foi, entretanto, anunciado.

Ainda de acordo com a autarquia, "estas pequenas reparações que a Cascais Próxima efetua em habitações mais degradadas somam-se ao esforço global da autarquia no combate à pobreza e melhoria das habitações dos munícipes com a entrega de casas a agregados familiares mais carenciados".

Em Julho último, o município de Cascais entregou mais 39 casas de habitação social que vieram beneficiar 90 munícipes mais carenciados.

Sem comentários:

DESTAQUE.

"Mãe social" da Aldeia SOS condenada por ofensas a menores

ESCÂNDALO .  Uma "mãe social", que prestava serviço há cerca de 30 anos na Aldeia SOS, em Bicesse, e há dois anos cessou o vínculo...

+ populares