BOMBEIROS e Polícia estiveram 4 horas à espera por piquete da luz para reparar descargas em poste público

SEGURANÇA


Por VALDEMAR PINHEIRO
19 outubro 2022 | 16h49

Os Bombeiros de Parede e a PSP estiveram quatro longas horas à espera que aparecesse um piquete da luz para intervir numa avaria ocorrida num poste de distribuição que estava a produzir descargas, esta terça-feira, na rua do Murtal, em São Pedro do Estoril.

Tratou-se de uma situação que teve “implicações diretas na atividade operacional do Corpo de Bombeiros de Parede”, segundo o Comandante Pedro Araújo, que reclamou da demora às entidades competentes.

O alerta a pedir a intervenção num poste que estava em combustão foi dado pelas 20h14 para o Corpo de Bombeiros de Parede. 

Chegados ao local e na presença da PSP foi feito o reconhecimento. Trava-se, na verdade, de um poste de distribuição de corrente elétrica que estava com avaria e a produzir descargas.

Ato contínuo, foi acionado o piquete da luz através do número de telefone EDP Avarias e, devido à demora, outros dois, um pelas 21h05 e outro pelas 22h11. Tudo sem sucesso.

O piquete da luz só compareceu no local pelas 23h54- cerca de quatro horas depois! 

Na reclamação enviada pelo Comandante Pedro Araújo e à qual Cascais24Horas teve acesso, o responsável operacional pelos Bombeiros de Parede afirma “que não é admissível tão elevado atraso numa intervenção de socorro, agravado pelo facto de nos encontrarmos em Estado de Alerta Especial (EAE), do SIOPS para o DIOPS, de nível Azul, deste as 18h00 do referido dia, conforme Comunicado Técnico Operacional n.º 47 de 18 de outubro, da ANEPC”. 

Finalmente, o Comandante Pedro Araújo apela “à correção de procedimentos”, não sem “exigir um serviço mais expedito por parte da EDP Distribuição”.

Cascais24Horas procurou esta quarta-feira um esclarecimento junto da E-Redes, mas até ao momento não obteve qualquer resposta.




Sem comentários:

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA