BOMBEIROS de Parede recolhem tóxicos em operação de 5 horas e centro comercial reabre esta segunda-feira

SEGURANÇA

EQUIPA dos Bombeiros de Parede transporta um dos bidões com resíduos recolhidos (Crédito: BVParede/ Cascais24horas)


14 novembro 2021 | 21h25
O centro comercial Galerias Valmor, em Matarraque, encerrado na sexta-feira, à tarde, devido a um derrame de químicos numa lavandaria, deverá reabrir em total segurança esta segunda-feira, depois dos Bombeiros de Parede terem recolhido com sucesso este fim de semana os resíduos e efetuado a ventilação e eliminado níveis de toxicidade em todo o edifício, apurou Cascais24horas.

A operação de recolha de cerca de 200 quilos de resíduos absorvidos por pós de pedra na cave do edifício, onde funciona uma lavandaria, durou cerca de 5 horas e foi protagonizada por operacionais dos Bombeiros de Parede, devidamente equipados e protegidos.

“Iniciou-se com todas as precauções no sábado, pelas 20h20, e terminou pela 01h05 de este domingo”, disse, a Cascais24horas Pedro Araújo, comandante dos Bombeiros de Parede. 

PEDRO Araújo, comandante dos Bombeiros de Parede disse este domingo a Cascais24horas que "a operação foi bem sucedida" 
_____________________________________

Colocados em quatro bidões, os resíduos foram transportados para local seguro e, esta segunda-feira, vão ser removidos para uma empresa da especialidade, na Península de Setúbal.

Este domingo, por estarem reunidas condições de segurança e na sequência da operação dos Bombeiros de Parede, o centro comercial Galerias Valmor só teve a funcionar um supermercado.

Conforme Cascais24horas avançou, em primeira mão, o alerta para o derrame de um produto conhecido por percloroetileno, um líquido tóxico, foi dado pouco depois das duas horas da tarde de sexta-feira.

MISSÃO cumprida ao início da madrugada de este domingo 
__________________________________________________________

O produto terá sido colocado para limpeza na máquina industrial de lavagem a seco de uma lavandaria instalada na cave do centro comercial.

No entanto, entre 10 a 20 litros do produto tóxico terão sido derramados.

Já no local, os Bombeiros de Parede procederam à evacuação do centro comercial, na rua Fernão de Magalhães, em Matarraque, e iniciaram as operações de contenção do químico, recorrendo a pó de pedra sobre o derrame, por forma a ser absorvido. 

Na altura, três mulheres, com idades entre os 45 e os 50 anos, tiveram que ser transportadas à urgência do Hospital de Cascais, por terem sofrido irritação ocular e dificuldades respiratórias. 

NOTICIAS RELACIONADAS

+ FUGA de produto tóxico em lavandaria fecha centro comercial em Matarraque. Três mulheres foram transportadas ao hospital



 


Sem comentários:

Publicação em destaque

LIBERAIS exigem compromisso de ministro para a conclusão da ligação da Linha de Cascais à de Cintura até 2027

A Assembleia Municipal de Cascais aprovou, esta segunda-feira, uma moção apresentada pela Iniciativa Liberal (IL) que reitera a necessidade ...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA