MULTIMÉDIA

Gritos de cliente abortam assalto a loja chinesa e colocam ladrões em fuga

Segurança

A loja na Torre alvo de assalto frustrado esta terça-feira ao final da tarde
Por Redação
19 dezembro 2018
Dois desconhecidos, ambos com lenços a cobrir-lhes os rostos e empunhando armas de fogo, presumivelmente de brincar, tomaram de assalto esta terça-feira, ao final da tarde, uma loja chinesa, na Torre, mas acabaram por colocar-se em fuga, aparentemente assustados com os gritos de uma cliente.

A tentativa de assalto à loja "Bazar da Torre", na rua Joaquim Ereira, na Torre, foi protagonizado pelas sete horas e meia da tarde, segundo confirmou, a Cascais24, fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa (Cometlis).

Enquanto um dos suspeitos ficou a vigiar junto à porta, o cúmplice entrou no estabelecimento e apontou uma arma de fogo ao peito de uma cliente, exigindo-lhe a carteira, ao mesmo tempo que pedia ao dono da loja para lhe entregar todo o dinheiro que estava na caixa registadora.

Porém, um outro cliente ter-se-á apercebido que as armas empunhadas pelos assaltantes eram falsas e na sequência dos seus gritos os dois desconhecidos, assustados, colocaram-se em fuga apeada na direção do Bairro da Torre.

Segundo o dono da loja e os dois clientes, os assaltantes envergavam roupas desportivas e tinham lenços a tapar-lhes os rostos.

Acionada, a PSP de Cascais fez deslocar uma patrulha móvel, que registou a tentativa de assalto.

Todavia e, independentemente de as armas empunhadas pelos assaltantes serem ou não falsas, o caso foi comunicado à Brigada Antirroubo da Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo, que tomou a seu cargo a investigação para identificar os suspeitos.
Imprimir

1 comentário:

Anónimo disse...

E não há fotos nem vidio do assalto

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas