Ladrões de carros capturados nas falésias são suspeitos de assaltos que renderam mais de 13 mil euros

SEGURANÇA

Por Valdemar Pinheiro
07 julho 2020

Os dois jovens, detidos esta sexta-feira, no final de uma perseguição alucinante, que terminou nas falésias da Guia, com um cerco por terra e mar, que mobilizou GNR, PSP e Polícia Marítima, são suspeitos de furtos no interior de veículos, em Sintra, Cascais e Oeiras, que ascendem os 13 mil euros.

Os suspeitos, ambos de 21 anos, oriundos de Lisboa e referenciados por crimes de furto, posse de arma proibida e tráfico de estupefacientes, foram presentes a tribunal e libertados mediante TIR e apresentações duas vezes por semana.

Um terceiro suspeito, de 25 anos, que logrou escapar ao cerco montado pelas autoridades, encontra-se identificado, mas ainda a monte.

O trio é suspeito de algumas dezenas de furtos praticados no interior de veículos estacionados em áreas, sobretudo turísticas da Grande Lisboa. 

Na sexta-feira, à tarde, na sequência de uma denúncia de que três indivíduos estariam a efetuar furtos em veículos no Cabo da Roca, a GNR montou um forte dispositivo, mobilizando militares do Posto de Colares, do Subdestacamento de Alcabideche e investigadores do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Sintra.

Os três suspeitos, no entanto, lograram escapar ao dispositivo, empreendendo uma fuga automóvel pela estrada do Guincho e durante a qual acabaram por abalroar o veículo descaraterizado do NIC.

No entanto, na área da Guia, em Cascais, também eles acabariam por abandonar o carro no qual viajavam e por encetarem a fuga apeada, com dois deles a procurarem escapar através das falésias, onde acabaram por ser intercetados e detidos por agentes da PSP de Cascais, entretanto também acionados, enquanto no mar uma lancha da Polícia Marítima impedia qualquer tentativa de fuga pelas águas.

“Foi devido à rápida e eficiente articulação entre todas as forças policiais envolvidas que foi possível cercar os suspeitos, por terra e por mar, permitindo as suas detenções”, disse, a Cascais24, o Capitão Ricardo Silva, comandante do Destacamento Territorial da GNR de Sintra, sublinhando que “este foi um exemplo de sucesso” da cooperação policial.

Entretanto, no decurso de diligências posteriores desenvolvidas pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Sintra foi possível confiscar em buscas domiciliárias e a um veículo mais de uma dezena de carteiras, mochilas e malas de viagem com diversas peças de vestuário, bem como 12 telemóveis, dois tablets, relógios, ouro e cerca de 300 euros em numerário.

A investigação continua em aberto, de modo a apurar toda a atividade ilícita desenvolvida pelos três suspeitos.

Noticia relacionada



Sem comentários:

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS