OPERAÇÃO. GNR confisca 78 quilos de pescado no Mercado de Cascais

SEGURANÇA

O pescado confiscado no Mercado de Cascais na operação da GNR 
Por Redação
31 julho 2020
Setenta e oito quilos de pescado foram confiscados no Mercado Municipal de Cascais, esta quinta-feira, no decurso de uma operação do Subdestacamento de Lisboa da Unidade de Controlo Costeiro da GNR.

Em causa, sobretudo, alguns vendedores não possuírem documentos que comprovassem a origem do pescado.

O pescado agora confiscado, avaliado em mais de mil euros, foi doado ao Centro Nuno Belmar da Costa, uma instituição sediada em Oeiras, que acolhe doentes com paralisia cerebral, disse, a Cascais24, o alferes Daniel Costa, salvaguardando que “antes de ser entregue à instituição de solidariedade social foi alvo de inspeção higiossanitária, que confirmou que estava próprio para consumo humano”.

Ainda em declarações a Cascais24, o mesmo oficial revelou que esta foi a segunda operação de fiscalização realizada em 15 dias às bancas de pescado no mercado de Cascais.

No âmbito da ação de fiscalização e controlo de pescado dirigida aos vendedores no Mercado de Cascais os militares da Guarda elaboraram oito autos de contraordenação por colocação à venda ao consumidor final de produtos da pesca e da aquicultura sem qualquer das indicações legalmente exigidas, ou pela inexatidão, deficiência ou não comprovação destes.

Entretanto, a GNR relembra que os estabelecimentos de venda a retalho de produtos da pesca e da aquicultura devem poder provar, no momento da inspeção por parte das entidades fiscalizadoras, através da exibição do documento comercial que acompanhou o produto, o nome científico da espécie, bem como as informações prestadas ao consumidor no âmbito da denominação comercial da espécie, do método de produção e da zona de captura.

“A fiscalização dos estabelecimentos, bem como o cumprimento das regras de comercialização, visam garantir e zelar pela segurança alimentar, a saúde pública e a proteção dos recursos haliêuticos”, concluiu o mesmo responsável.






1 comentário:

João Casanova Ferreira disse...

Quer dizer que vai haver caldeirada no quartel. Onde vão buscar o branco?

Publicação em destaque

DIAP de Sintra manda PJ fazer buscas à Câmara de Cascais 5 anos depois de denúncias de vereadores da oposição

Inspetores da Unidade Contra a Corrupção da PJ fizeram buscas, esta quarta-feira, de manhã, nos Paços do Concelho de Cascais e nas instalaçõ...

FOI NOTICIA

BLOGS