ATAQUE AO CHICO DO MURTAL: "Fui agredido e golpeado no abdómen"

Segurança

Agostinho Ribeiro Barros agredido e golpeado no assalto
Por Redação 
29/10/2018
"Fui agredido e golpeado no abdómen, mas, felizmente, estou vivo". 

Quem o afirma, a Cascais24, é Agostinho Ribeiro Barros, 66 anos, o dono da conhecida cervejaria e marisqueira do Murtal "O Chico", alvo de assalto violento, este sábado, à noite - o segundo em dois meses.

Conforme Cascais24 avançou em Alerta e, de seguida, em noticia mais pormenorizada, com base em declarações oficiais da PSP, o conhecido restaurante foi tomado de assalto por três desconhecidos, com rostos cobertos com passa-montanhas, munidos de uma faca e de gás pimenta.

"Tinha acabado de sair o último cliente, quando os sujeitos apareceram, estava eu e o meu filho no restaurante", recordou Agostinho Barrros.

Agostinho Barros foi atacado no exterior, à porta do estabelecimento, depois da saída do último cliente. "Estava a chover e os tipos apareceram do nada", contou.

De seguida, os três desconhecidos, um deles armado com uma faca, obrigaram Agostinho a entrar no restaurante.

Já no interior, Agostinho Barros, apesar da idade, ofereceu resistência.

Acabou por ser pontapeado e esmurrado, além de ser atingido no abdómen por um dos atacantes que empunhava uma faca.

O filho de Agostinho, de 25 anos, que acorreu em auxílio do pai, também acabou por ser "afastado com gás pimenta projetado por um dos assaltantes".

Os três homens acabaram por fugir com a caixa-registadora.

"Ainda não sei quanto levaram, mas não deve ter sido muito", adiantou a Cascais24.

Assistido

Na sequência do assalto, Agostinho Ribeiro Barros foi assistido no local por uma guarnição dos Bombeiros de Parede, que o transportaram posteriormente à urgência do Hospital de Cascais.

"Fui submetido a todos os exames e, felizmente, está tudo bem", revelou Agostinho Barros, segundo o qual "o golpe desferido por um dos assaltantes com a faca foi superficial".

Reincidentes

Suspeita-se que os três autores do ataque de este sábado ao conhecido restaurante no Murtal (Parede) sejam os mesmos que, em agosto último, assaltaram o mesmo estabelecimento.

"Foram, também, três sujeitos, um deles com uma faca, que roubaram na altura diversos maços de tabaco", recordou Agostinho Barros, o qual, apurou Cascais24, nunca formalizou queixa sobre este assalto, que só agora veio a saber-se ter acontecido.

Suspeitas

Suspeita-se que os dois ataques, em dois meses, à conhecida cervejaria e marisqueira possam ter a assinatura dos mesmos autores, os quais poderão ter premeditadamente.

Por coincidência ou não, os dois ataques terão sido, apurou Cascais24, precedidos da presença em dias anteriores no estabelecimento de duas mulheres, que não são clientes habituais e, nestas ocasiões, foram "vistas a transmitir mensagens pelos telemóveis".


Ana Moura esteve em junho do ano passado no "O Chico do Murtal"
A cervejaria e marisqueira "O Chico do Murtal", situada na rua Diogo Cão, no Murtal, é um estabelecimento de restauração muito conhecido que, além de servir várias especialidades culinárias, de resto elogiadas pela cantora Ana Moura, que lá esteve em junho do ano passado, funciona, também, como agente de jogos da Santa Casa.

Investigação

A investigação aos dois assaltos - um deles só agora conhecido - ao restaurante estão a cargo da Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Cascais (EIC).

Os investigadores estão em crer que os autores poderão ser, muito em breve, identificados, localizados e detidos.



Imprimir























Sem comentários:

Publicação em destaque

O regresso ao escritório pós-Covid: modelos e medidas a adaptar

TRABALHO .  O teletrabalho deixou de ser obrigatório desde o dia 1 de agosto em Portugal. A medida estava em vigor desde janeiro deste ano, ...

FOI NOTICIA

BLOGS