Predador à solta persegue e tenta meter à força no carro adolescentes em Manique

Segurança

Por Redação
22 dezembro 2018

É alto e forte, aparenta ter entre 35 e 40 anos, usa barba e tem cabelo escuro e é de raça caucasiana, um alegado predador que, nos últimos dias, está a lançar o pânico no Carrascal de Manique ao  perseguir raparigas adolescentes a caminho dos tempos livres na Escola Salesiana de Manique de Baixo.

O suspeito, que está a ser procurado pela polícia, conduz um automóvel, marca Peugeot 206, cor cinzento, mas cuja matrícula é ainda desconhecida.

A primeira vítima conhecida do predador foi uma jovem, de 13 anos, que foi abordada na quarta-feira quando, junto à ponte que divide a Estrada do Carrascal e a José Justino dos Anjos, foi atacada pelo condutor.


Primeira vítima foi atacada neste sítio (Foto Cascais24)
“Olá, tudo bem?", perguntou o suspeito ao imobilizar o carro junto da jovem, que seguia de casa para os Tempos Livres na Escola Salesiana. “Queres ir dar uma volta comigo?”, voltou a questionar o predador que, ato contínuo, saiu da viatura e agarrou a rapariga.

“Agarrou-me pelos braços, mas a minha sorte foi que apareceu um senhor, que é amigo do meu pai”, contou, a Cascais24, a jovem, que falou na presença dos pais, que estão em pânico com esta abordagem, agravada pelo facto do alegado predador ter aparecido no dia seguinte na própria casa da família.

“Na quinta-feira fiquei em casa com os meus irmãos, pois a minha mãe tinha saído. Estava a tomar o pequeno almoço quando bateram à porta. Perguntei quem era e ninguém respondeu”, lembra a jovem, que não abriu.

“Fiquei em pânico quando o fulano apareceu a seguir junto à janela”, acrescenta a adolescente, segundo a qual o desconhecido acabou por abandonar o local num “carro preto”, onde o esperava um outro indivíduo.

Ainda na mesma quinta-feira, por volta das nove horas e meia da noite suspeita-se que o mesmo alegado predador voltou a dirigir-se a casa da jovem e introduziu por debaixo da porta um papel escrito à mão e no qual podia ler-se: “Olá, espero que tenhas gostado da minha visita hoje de manhã. Beijinhos (…) do teu amigo”.


Pais formalizaram queixa na PSP de Trajouce
Este documento foi entregue na mesma noite pelo pai da jovem que, com ela e um amigo, dirigiram-se à 56ª Esquadra da PSP, em Trajouce, onde o pai formalizou queixa contra desconhecido.


Em declarações, na presença da mãe, a jovem assegurou a Cascais24 que “nunca viu, nem sabe quem é o suspeito”.

“Isto está torna-se um pesadelo”, disse, por sua vez, a mãe da jovem.

Já esta sexta-feira, duas outras adolescentes, que tinham acabado de sair do supermercado “Meu Super”, junto à coletividade de Manique de Baixo, terão sido perseguidas pelo mesmo suspeito quando percorriam a Estrada do Carrascal, a caminho dos Tempos Livres na Escola Salesiana.


Agentes da Esquadra de Investigação Criminal procuram predador
Neste momento, apurou Cascais24, agentes da Esquadra de Investigação Criminal (EIC) da Divisão Policial de Cascais desenvolvem diligências com vista a localizar e identificar o alegado predador.

Entretanto, enquanto a polícia procura pistas que conduzam ao alegado predador, fica o alerta às adolescentes e aos pais, por forma a tomarem precauções e a evitarem, tanto quanto, circular sozinhas nas imediações da Escola Salesiana de Manique e, em caso de abordagem, procurarem pedir auxílio.

Imprimir








7 comentários:

Anónimo disse...

Estou sempre nessa zona, cresci aí.
Vou andar de volta disso, gostava que se tivessem informação da matrícula que atualizassem o post.
Conheço Manique / Bicesse de olhos fechados. E conheço todas as pessoas daí.
Chamo-me André Nunes, não escondo a minha identidade.

Anónimo disse...

Bom dia

Anónimo disse...

Portugal tornou-se um País de emigrantes, a um País de acolhimento .
Cascais, confrontou-se com um fluxo de imigração proveniente do Leste Europeu, que colocou novos desafios de segurança não resolvidos , integração e inserção social .
Não somos xenófobos, mas venham para o bem , não venham para cá pactuar o mal : tráfico de pessoas, sequestros, criação de empresas "fantasmas" para lavagem de dinheiro sujo , clonagem de cartões, assaltos violentos .
Como dizia o grande filsófo Herbert Marcuse, ser verdadeiramente tolerante, implicava ser intolerante, com toda e qualquer narrativa que saliente discriminações, é de facto, o politicamente correcto , e qualquer pessoa que realce diferenças inatas, é de imediato quase por reacção pavloviana classificado como xenófobo, racista, fascista ,retrogrado .
Na madrugada de 18.12.2018 no Alto da Castelhana * Alcabideche * Cascais, num edificio com 43 familias, quando todos descansavam de mais um dia de trabalho, durante a madrugada outros assaltavam e vandalizavam, portas de segurança , arrecadações, elevadores e garagens fechadas com box furtando automovel, cometendo uma série de crimes , lesando gravemente familias, impondo medo e insegurança a idosos e crianças ...das autoridades temos uma mão cheia de nada, condizente com os últimos acontecimentos no País, demissão do ESTADO e do GOVERNO LOCAL na segurança aos seus cidadãos .
Como será tudo isto possivel num estado direito democrático ??? pagamos os nossos impostos para quê/ quem ???

PELA SEGURANÇA DE BENS E PESSOAS

Anónimo disse...

Ao "anónimo" de extrema-direita acima que como qualquer cobardolas não se identifica, o tal predador acima referido na notícia tem tudo para não ser segundo a descrição e a maneira de falar e atuar um "cidadão de leste".

Por isso pare de espalhar informações erradas e deixe as autoridades fazerem o seu trabalho.

O inferno está cheio de anónimos de extrema-direita que julgam que com estes comentários ajudam as autoridades!

Anónimo disse...

Opah, lê a noticia, em vez de vires para aqui destilar ódio. De certo que és um velho recalcado, que nunca atingiu um único objectivo de vida, e tem dificuldades em lidar com isso. Se lesses a noticia, ele é descrito como caucasiano, não tem nada a ver como governo, nem com o imigrantes, mas sim com a educação que pais portugueses como tu, dão!
Trata-se de uma questão de educação, não de raça/nacionalidade. É mais provável que um pai como tu dê um delinquente, que um refugiado bem acompanhado. Pois os últimos têm noção onde parar, já pessoas como tu, não.
Tenho vergonha de ler textos nacionalistas como estes. ISTO NÃO É PORTUGAL!
Para não falar da quantidade de violações ao estado de direito no teu texto. Também sou português, também pago impostos, e depois aparecem chupistas como tu, que têm zero de noção.
Feliz Natal, e ganha vergonha, algures na tua ascendência também foram migrantes, respeita quem te criou, isso é ser Portugal.

Anónimo disse...

Os velhos do restelo, não quiseram perceber o comentário assente na premissa commumente aceite de que o comportamento dos estrangeiros é permeável a practicas desviantes e criminais, numa proporção superior à dos nacionais, com forte ancoragem na realidade portuguesa , para tal deviam ler o relatório do observatório de imigração assim como os estudos cientificos associados .
É importante conhecer a via doutrinária e a sua base, porque muita gente , sem ter a mínima ideia da razão pela qual alimenta determinada crença, defende com unhas e dentes os conceitos que lhe foram sendo subtilmente implantados por décadas de propaganda e guerra cultural dos média .
Mas, para lá dos fumos ideológicos que os dois últimos comentários salivam, se olharmos à nossa volta fácilmente nos apercebemos que as pessoas não são todas iguais, nem querem a mesma coisa ; há quem tenha talento para umas coisas e outras não; as mulheres são diferentes dos homens, hà culturas piores do que outras, ou seja, a realidade questiona em cada momento de forma ostensiva, a doutrina do marxismo cultural. A resposta dos seus defensores quando forçados a reconhecer as diferenças, é a de que é preciso "evoluir" , " progredir" , erradicar a velha cultura ...
Resumindo, a ideologia do género sustenta teoricamente que todos os individuos são exactamente iguais à altura do nascimento em termos de aptidões e preferências e que, evoluindo em ambientes exactamente iguais, as escolhas livres dos individuos conduziriam à paridade total, independentemente do género, raça ou orientação sexual ...uma vez que isso efectivamente não se verifica, a conclusão dos marxistas culturais, não é a de que a sua tese está errada, , ms a de que os individuos não são realmente livres nas suas escolhas por estarem limitados por preconceitos ideológicos .

Um Santo Natal para TODOS .

Anónimo disse...

Isto só existe em Portugal.
Comentar comentários.
Levaram um banho de sociologia.

Publicação em destaque

CASAL encontrado morto em Abóboda

Um casal foi encontrado morto, este domingo, ao início da tarde, em Abóboda, S. Domingos de Rana, confirmou, a Cascais24Horas Pedro Araújo,...

FOI NOTICIA

BLOGS