Desaparecido no Cabo Raso fazia parte da “tribo do mar” e ajudou a salvar vidas como nadador-salvador no Guincho

Segurança

Diogo Liberal desaparecido desde sexta-feira no mar de Cascais


18 abril 2020

Chama-se Diogo Liberal, tem 36 anos e fazia parte da tribo do mar, surfava, mergulhava, pescava e até foi nadador-salvador no Guincho, onde ajudou a salvar muitas vidas, o homem que as autoridades marítimas procuram desde sexta-feira, ao final da noite, depois de ter caído ao mar, a norte do Cabo Raso, quando pescava com um amigo.

Bastante conhecido e estimado em Cascais, Diogo Liberal na queda terá embatido com a cabeça numa rocha, tendo provavelmente sido vítima imediata de um traumatismo crânio-encefálico fatal, acabando por ser arrastado pelo mar.

“Noutras circunstâncias, teria certamente sobrevivido à queda”, disse uma fonte.

Na altura, o amigo que o acompanhava ter-se-á lançado às águas para o tentar resgatar, mas sem sucesso, regressando depois, a muito custo, a terra e dando o alerta às autoridades, que desde logo iniciaram buscas.

As primeiras buscas foram suspensas depois das duas horas da manhã e foram retomadas este sábado, pelas sete horas, com meios da Autoridade Marítima, Bombeiros e um helicóptero da Força Aérea.

“As buscas, que envolvem vários meios marítimos, terrestres e aéreo têm-se revelado sem sucesso”, disse, a Cascais24 o Capitão Rui Teixeira, que está a comandar temporáriamente a Capitania do Porto de Cascais e segundo o qual “um avistamento junto ao Farol da Guia veio a revelar-se ser um rebate falso, dado tratar-se de uma bóia”.

Ainda segundo o representante da Autoridade Marítima Nacional em Cascais, “este sábado, de manhã, foi disponibilizado um psicólogo do Comando-Geral da Polícia Marítima para acompanhar a mãe do desaparecido” com a qual ele vivia.

“A senhora, bastante chorosa e emocionada, chegou a deslocar-se ao teatro das operações, sempre acompanhada e apoiada pelo nosso psicólogo e, mais tarde, foi reconduzida ao domicílio”, precisou o Capitão Rui Teixeira a Cascais24.

Amante da pesca lúdica, ainda a 4 de abril Diogo Liberal havia publicado, com orgulho, um post na sua página pessoal do Facebook, no qual surgia em duas fotos com a sua mais recente grande “presa”: um enorme robalo com 8.200 kg.

Entretanto, nas últimas horas têm-se multiplicado nas redes sociais as mensagens de centenas de amigos e conhecidos, que lamentam o seu desaparecimento em circunstâncias tão trágicas e formulam pêsames à família.

As autoridades continuam, entretanto, a procurar localizar e resgatar o corpo de Diogo Liberal.

Noticia relacionada
+ Pescador lúdico desaparecido no Cabo Raso 



Imprimir
















Sem comentários:

Publicação em destaque

REGIÃO interior de Cascais foi a mais fustigada pelo mau tempo

O interior do concelho de Cascais foi o mais fustigado pelo mau tempo, sobretudo pela forte precipitação que assolou a região entre o final ...

FOI NOTICIA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA

UM JORNAL QUE MARCA A DIFERENÇA