Incendiário violento detido em Cascais pela PJ em prisão preventiva

Segurança

Por Redação
05 julho 2019
Um homem, de 51 anos, detido em Cascais pela Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo por fortes indícios da prática de crimes de incêndio, violência doméstica, tráfico de estupefacientes e posse de arma proibida, viu confirmada a prisão preventiva

Segundo anunciou esta sexta-feira a PJ, a investigação apurou que o crime de violência doméstica ocorria há alguns anos, tendo culminado com o atear de um fogo na porta da habitação da mãe da companheira do detido, em novembro do ano passado.

O incêndio colocou em risco as vidas da mãe e do padrasto, acamado, da companheira, só tendo sido extinto devido à pronta intervenção de vizinhos que o conseguiram dominar, apesar da porta ter sido consumida pelas chamas.

A Polícia Judiciária, nas diligências efetuadas ao longo de sete meses, recolheu evidentes indícios da prática do incêndio e da violência doméstica, bem como do cometimento de ilícitos de tráfico de estupefacientes e posse de arma proibida.

Submetido a primeiro interrogatório judicial, o homem viu confirmada a prisão preventiva, tendo recolhido ao Estabelecimento Prisional de Caxias.

Imprimir

Sem comentários:

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."