Churrasqueira em trespasse por 80 mil euros arde na Parede mas bombeiros conseguem salvar centro histórico

Segurança

Por Redação 

09/10/2018

Os Bombeiros de Parede impediram, esta segunda-feira, ao início da madrugada, que um incêndio que destruiu completamente uma churrasqueira, que estava para trespasse há dois meses, no centro histórico de Parede, tomasse proporções que poderiam ter resultado numa tragédia.


Só a eficaz intervenção de 15 operacionais - com dois veículos de combate a incêndios urbanos e uma ambulância -evitou que o fogo na churrasqueira "A Frangaria de Parede" tomasse proporções, que atingissem outros edifícios, antigos, quase centenários, no largo 5 de Outubro, junto à paragem de táxis e da estação ferroviária.

O alerta foi dado pouco depois da meia-noite.

Comandante Pedro Araújo
"Pela informação de que disponho, terá sido um problema no sistema de exaustão", afirmou, a Cascais24, Pedro Araújo, comandante dos Bombeiros de Parede.

As chamas rapidamente tomaram a cobertura e todo o interior do estabelecimento.

Os estragos materiais são elevados, calculando-se que possam ascender a muitos milhares de euros.

"A nossa principal preocupação foi conter as chamas, não as deixando  propagar-se nem pela cobertura nem pelo interior a outros edifícios contíguos, bastante antigos, o que foi conseguido com sucesso", explicou o comandante Pedro Araújo.

Trespasse

A churrasqueira take away "Frangaria de Parede" encontrava-se, desde há cerca de dois meses, para trespasse por cerca de 80 mil euros, apurou Cascais24.

Anúncio de trespasse da churrasqueira que agora ardeu por completo
Paulo Costa, agente da Remax, encarregue da transação, confirmou, a Cascais24, a intenção do trespasse, inclusivamente com recurso a anúncios nas redes sociais.

Surpreendido com a noticia do incêndio, dada pelo jornalista do Cascais24, Paulo Costa declarou: "Está a dar-me uma novidade...Desconhecia o incêndio". 

E, adiantou ir "contatar esta quarta-feira, de manhã, com o cliente".
Imprimir


MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."