Barco de pesca afunda e Polícia Marítima trava foco de poluição na Baía de Cascais

Segurança

Agentes da Polícia Marítima colocal barreiras de proteção na Baía de Cascais (Foto Autoridade Marítima Nacional)
Por Redação
26 novembro 2018

Agentes da Polícia Marítima e operacionais da Estação Salva-Vidas de Cascais travaram esta segunda-feira, de manhã, 100 litros de gasóleo, provenientes dos tanques de uma embarcação de pesca com seis metros de comprimentos que afundou na Baía de Cascais, confirmou, a Cascais24, Pereira da Terra, comandante da Capitania do Porto de Cascais.

A embarcação, que está posicionada a cerca de 3, 5 metros de profundidade, não tinha tripulantes a bordo e deverá ter afundado durante a madrugada, apurou, ainda, Cascais24.


A libertação do combustível existente nos tanques da embarcação, cerca de 100 litros de gasóleo, concentrou-se numa área com aproximadamente 150 metros quadrados, tendo as autoridades marítimas, em tempo recorde, assegurado uma resposta eficaz.


Barreiras de contenção limitam o foco de poluição (Foto Autoridade Marítima Nacional)
Três agentes da Polícia Marítima, e quatro operacionais da Estação Salva-vidas de Cascais, com duas embarcações semirrígidas, colocaram barreiras de contenção, de modo a confinar o foco de poluição junto à amarração da embarcação de pesca, e utilizado material absorvente de hidrocarbonetos para realizar a sua recolha.


Comandante Pereira da Terra
“A operação, bem- sucedida, de combate à poluição por hidrocarbonetos, foi dada por concluída pelas 12h30”, revelou o Capitão do Porto de Cascais e Comandante-local da Polícia Marítima, que coordenou as operações, acrescentando que “a situação ficou normalizada”.


O dono da embarcação foi, entretanto, notificado.


Não é conhecida a causa do afundamento, registado porventura durante a madrugada.


Esta terça-feira, de manhã, apurou Cascais24, mergulhadores do Grupo de Mergulho Forense da Polícia Marítima deverão mergulhar até à embarcação, posicionada a cerca de 3,5 metros de profundidade para tentar apurar o que aconteceu.


Operacionais da Estação Salva_Vidas em ação (Foto Autoridade Marítima Nacional)
Também mergulhadores profissionais contratados pelo dono do barco irão fazer uma primeira abordagem com vista a encontrar a melhor solução para proceder à sua remoção.


Entretanto, a Autoridade Maritima Nacional informou manter-se de prevenção e pronta a atuar, caso se verifiquem novas situações no âmbito do combate à poluição do mar, conforme previsto no âmbito do Plano Mar Limpo.
Imprimir

1 comentário:

Anónimo disse...

Sempre podem chamar os biologos da carta subaquatica de Cascais, ou em alternativa o sr carrreira, para reescrever a historia com a desco oberta de uma nau da carreira das Indias... desta vez em Cascais.

Publicação em destaque

BOMBEIROS de Parede salvam canídeo de poço. Veja o vídeo do resgate

CANÍDEO aguarda pelo socorro (Créditos: BVParede) RESGATADO COM SUCESSO . Um canídeo foi resgatado, esta quarta-feira, de manhã, pelos Bomb...

FOI NOTICIA

BLOGS