UTENTES INDIGNADOS. Scotturb atribui atrasos no cumprimento de horários a “congestionamentos de trânsito”

Atual



21 janeiro 2020

A generalidade dos utentes residentes no concelho de Cascais que utilizam os autocarros da Scotturb estão indignados e, revoltados, até, com os permanentes atrasos no cumprimento de horários das carreiras que complicam as suas vidas profissionais e pessoais e afirmam, agravaram-se desde que, a partir de janeiro, entrou em vigor a gratuidade. A empresa, por sua vez, confrontada por Cascais24, atribui os atrasos a “congestionamentos de trânsito” e revela que alertou, entretanto, a Autoridade Municipal de Transportes para o “constrangimento viário”, que espera ver “solucionado o mais brevemente”.  

Segundo denuncias chegadas nas últimas horas a Cascais24, “desde a entrada em vigor da medida de autocarros grátis para todos os munícipes e não só, que a qualidade do serviço decresceu a olhos vistos, tendo-se verificado atrasos consideráveis e supressão de autocarros”.

Ainda na segunda-feira, a Scotturb não realizou, por exemplo, a carreira 413, com saída do Estoril para Cascais das 18h20,18h40 e 19h00, denunciou um utente, indignado pela alegada “supressão”, que obrigou largas dezenas de utentes a esperarem cerca de 1h20 nas respetivas paragens.

A propósito, um outro utente lamentou que “quando questionados com a razão para estes atrasos, os motoristas não dão qualquer satisfação ao cliente, sendo que alguns indicam que com autocarros gratuitos deixaram de existir horários”.


Scotturb responde

Confrontada esta terça-feira por Cascais24, a Scotturb refere que “é uma empresa que zela pela qualidade do serviço que presta e tem como missão dar resposta às crescentes exigências da sociedade em termos de mobilidade urbana e segurança dos passageiros”. 

Sublinha, ainda, que “neste âmbito, de acordo com os dados registados, desde o dia 1 de janeiro de 2020, ou seja, desde o início da gratuitidade dos transportes públicos rodoviários no concelho de Cascais, a Scotturb considera que tem mantido o nível de exigência e satisfação das necessidades dos utentes”.

A empresa reconhece, no entanto, que “pontualmente, foram registadas perturbações em algumas circulações, particularmente na carreira 413, que se trata de uma situação muito específica e, cujo atraso se deveu, única e exclusivamente, a motivos que têm a ver com congestionamento de trânsito, nomeadamente numa zona onde a circulação de autocarros só é possível ser efetuada numa via e com o natural condicionamento que o trânsito local provoca”.

A Scotturb ressalva, todavia, que “ainda que com algum atraso, todas as carreiras, sem exceção, foram realizadas” e revela que “já alertou a Autoridade Municipal de Transportes desse constrangimento viário, estando certa que o mesmo será solucionado o mais brevemente”.

Imprimir










1 comentário:

Maria Fialho disse...

Bom dia.
Eu podia escrever, "sem comentários" mas não, simplesmente isto já vem há tempo acontecendo! São inúmeras as queixas!
Não escrevam mentiras, pois todos os que usamos as camionetas, sabemos que é de "alguns" motoristas a culpa, ou então das chefias. Há tempos apanhei a 413 para Cascais, e o motorista,até parecia que íamos num autocarro de passeio! É que ia tão devagar, que as pessoas se riam e diziam, olha ao menos vamos vendo as vistas, nem dizemos nada! Outros motoristas, a guiar,parece que voam na estrada ! Atrasos atrás de atrasos, e nada de concreto. Ninguém assume a culpa, ou tiram camionetas, e sofremos com excesso de passageiros...
Sempre foi assim, o mesmo acontece com a 406 enfim! Felizmente que nem todos são(somos) iguais. Bom Ano 2020 para todos ;)

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE