Papa torna-se cidadão honorário de Cascais

Atual

Por Redação
20 março 2019

O Papa Francisco torna-se cidadão honorário de Cascais ao receber a Chave da Vila, esta quinta-feira, durante uma audiência privada, no Vaticano, com o vice-presidente do executivo, Miguel Pinto Luz, que marca, ainda, a abertura da sede da Fundação Scholas Ocurrentes, em Cascais- a primeira em Portugal.
Na oportunidade, o Papa Francisco, que criou a Scholas Ocurrentes há oito anos, era então o Arcebispo Jorge Bergoglio, em Buenos Aires, deverá enviar, através de videoconferência, uma mensagem a cerca de 180 jovens e com os quais deverá dialogar durante cinco minutos na sede da fundação, na antiga Escola Conde Ferreira, no centro histórico de Cascais, que foi cedida pelo município.
Miguel Pinto Luz entrega a Chave de Cascais ao Papa Francisco
Para Carlos Carreiras, citado no site oficial do município, o Papa Francisco é um “líder que ultrapassa fronteiras políticas, sociais e religiosas” e uma das mais importantes vozes “na denúncia do capitalismo selvagem, da cultura do vazio e da gratificação instantânea” e um “ativista na defesa da sustentabilidade ambiental e nos direitos dos mais frágeis, sobretudo dos jovens”.
Ainda de acordo com o chefe do governo local de Cascais, o Papa Francisco “é um líder carismático que personifica, à escala global, valores partilhados por Cascais: bondade, humanidade e universalismo.”
A Fundação do Papa Francisco é uma rede internacional que une estudantes de todo o Mundo e é norteada por um programa educativo alicerçado na arte, desporto e tecnologia.

A Scholas Ocurrentes está presente em 187 países através de uma rede que integra mais de 400 mil escolas e redes de ensino. Tem sedes na Cidade do Vaticano, Argentina, Espanha, Paraguai e Colômbia. E agora em Cascais, Portugal.
Escola Conde Ferreira, que acolhe a Fundação do Papa Francisco

O Papa Francisco transformou a organização numa Fundação Pontifícia, passando a receber apoio direto da Santa Sé.

Imprimir


1 comentário:

Anónimo disse...

Realmente os supostos responsáveis pelo município de Cascais, neste caso personificados na pessoa de Miguel Pinto Luz, não se cansam de evidenciar o avançado grau da fragilidade mental e o descaramento com que procuram esconder o desespero em que andam, causado pelo flagrante descalabro político dos seus mandatos.
Não percebo, também, porque é que o Cascais24 dá cobertura a estas palhaçadas. Ou será que algo se passa que nós não sabemos ?

Publicação em destaque

FUNCIONÁRIA do Modelo Continente de Tires salva cliente de 81 anos em paragem cardiorrespiratória

HEROÍNA .  Ao aplicar os seus conhecimentos de suporte básico de vida, com a ajuda de um desfibrilhador, até à chegada dos Bombeiros de Pare...

FOI NOTICIA

BLOGS