Coincidência fatal. Acidente e suicídio na Boca do Inferno fazem um morto e 3 feridos

Atual


Uma jovem, de 24 anos, de Cascais, que estava a tentar cometer suicídio, na Boca do Inferno e estaria a ser demovida por um turista, um cidadão brasileiro, esta quinta-feira, à tarde, lançou-se para a morte, alegadamente ao ouvir as sirenes dos bombeiros que, por coincidência, acudiam a um acidente rodoviário registado momentos antes nas proximidades, na avenida Rei Humberto de Itália, que provocou três feridos leves, apurou Cascais24.

Segundo declarações do cidadão brasileiro às autoridades marítimas, "na altura em que procurava demover a jovem de lançar-se para a morte, ouviram-se sirenes, ao longe". 

Ao suspender o diálogo com a jovem e virar-se para procurar ver de onde vinham os sons estridentes, deixou de vê-la. 

A rapariga tinha acabado de atirar-se. 

"Aconteceu tudo numa fração de segundos", contou o cidadão brasileiro, que nada pôde fazer para impedir as intenções da jovem.

Não são conhecidos os motivos que a levaram a pôr termo à vida.

Chamados para acudir a um acidente de viação, os Bombeiros de Cascais acabaram, também, por ver-se envolvidos nas operações de resgate da jovem.

O corpo, no entanto, foi recolhido das águas por uma lancha semi-rígida salva-vidas, acionada pela Capitania e Polícia Marítima de Cascais, confirmou, a Cascais24, o comandante Mário Fonte Domingues, da Capitania do Porto de Cascais.

A colisão rodoviária, por sua vez, provocou três feridos leves, que foram conduzidos à urgência do Hospital de Cascais pelos corpos de Bombeiros de Cascais e de Alcabideche, disse, por outro lado, o comandante João Loureiro, do Corpo de Bombeiros de Cascais.











Sem comentários:

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."