GNR trava maus tratos a invisual e juiz coloca suspeitos atrás das grades

Segurança



                        28 setembro 2019

Uma jovem mulher, de 29 anos, e um homem, de 42 anos, detidos pela GNR, viram confirmadas pelo juiz de Instrução Criminal de Cascais a prisão preventiva por alegados maus tratos continuados, alguns com grande violência, a um homem de 58 anos, invisual, alegadamente praticados dentro da própria casa da vítima, ao longo dos últimos três anos, na freguesia de S. Domingos de Rana.

Jorge Goulão, comandante do Comando Territorial da GNR de Lisboa, contatado esta sexta-feira, ao final, da noite, confirmou a Cascais24 a noticia entretanto avançada em primeira mão pela TVI.


Coronel Jorge Goulão
Escusando-se a pormenores, que remeteu para o oficial de Relações Públicas da Unidade, tenente-coronel Luís Barreto, que não atendeu as várias chamadas feitas por Cascais24, o coronel Jorge Goulão limitou-se a avançar de que “foi um trabalho extraordinário e muito oportuno” do militar da GNR, destacado na segunda-feira no Posto Avançado da Urgência do Hospital de Cascais, em Alcabideche, onde a vítima deu entrada para ser assistida a agressões graves.

O militar do Subdestacamento da GNR de Alcabideche elaborou a respetiva participação que, com carater urgente, seguiu para o Ministério Público, o qual emitiu mandados de busca e de detenção que foram cumpridos esta sexta-feira.

Na habitação do homem, em S. Domingos de Rana, os militares da GNR detiveram a jovem mulher e o homem, os quais, submetidos a primeiro interrogatório judicial, viram confirmadas a prisão preventiva.

Ele recolheu ao Estabelecimento Prisional de Caxias e ela ao de Tires.


A investigação da GNR terá revelado que o homem, invisual, acolhera na sua habitação a jovem mulher, de 29 anos, a qual, por sua vez, acabou por levar para a mesma o homem, de 42 anos.

Revelou, ainda, que os dois tornaram a vida da vítima num autêntico inferno nos últimos três anos, com agressões de permeio e tornando-o num autêntico refém.

De acordo com a vizinhança, o homem chegou a ser ameaçado com arma branca e martelos.
Imprimir

Sem comentários:

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE