Espanhola Martín vai ganhar mais de 120 milhões para substituir Scotturb durante 9 anos com autocarros em Cascais

Atual

Por Redação
28 abril 2020

A Câmara Municipal de Cascais assinou no início de este mês de abril um contrato público de mais de 120 milhões de euros com a operadora de transportes rodoviários espanhola Martín, que ficará, sob a marca MobiCascais, com a exploração das carreiras regulares de autocarros do município pelo período mínimo de nove anos e quatro meses.

Assinado no dia 9 de abril e publicado esta terça-feira no portal de contratação pública Base, a Empresa Martín deverá garantir uma frota mínima de 79 autocarros standard e 17 minibus. A Câmara de Cascais deverá pagar 1,76 euros por quilómetro à empresa espanhola.

A Martín, que opera no transporte regular de passageiros na comunidade de Madrid foi uma das três empresas que, no ano passado, apresentaram propostas no concurso público para a prestação do serviço público de transporte rodoviário de passageiros no concelho de Cascais, tendo sido a escolhida em maio de 2019, deixando para trás a atual operadora de transportes Scotturb e, ainda, a Ovnitur.

Recorda-se que atualmente a Scotturb tem em vigor um contrato para assegurar as carreiras regulares de autocarros em Cascais, assinado em outubro do ano passado e por um período de dois anos, que assegura uma frota mínima de 42 autocarros standard e cinco minibus.

A Martín deverá substituir a Scotturb no concelho de Cascais em meados do próximo ano.
Imprimir

5 comentários:

João Casanova Ferreira disse...

Em nome da transparência seria conveniente conhecer o conteúdo desta proposta negocial e também o anterior contrato com a Scoturb, nunca revelado. Mas como estamos em Cascais...

CT2KBX - Cláudio Silva disse...

http://www.base.gov.pt/Base/pt/Pesquisa/Contrato?a=6520298

Unknown disse...

Consumir nacional não e lema na linha, enfim mais umas parcerias mais umas dívidas a sair e tudo euro ninguém liga será que Cascais consegue ir buscar o investimento é que o turismos está moribundo,dali não há nada que interesse aos nossos hermanos, mas são políticas depois admiram se aumenta os impostos.....

Unknown disse...

@Unknown não percebo o comentário, já que a Scotturb é detida pelo grupo brasileiro Guanabara (já alguma vez foi à sede na Adroana, onde a par das bandeiras de Portugal e E.U. está também a bandeira brasileira hasteada?), que também detém a Vimeca/LT Transportes e antes era detido pelo grupo britânico Stagecoach, daí a cores atuais ainda serem laranja, vermelho e azul, as cores originais desta empresa sediada na Escócia? Alguma vez sequer dependeu das carreiras que servem o município? Provavelmente nem sabe da descriminação que existe entre os serviços nos bairros limítrofes e o centro do concelho!Ou que há áreas que só são servidas às vezes por uma carreira por hora ou áreas que têm 3/4 carreiras mas passam todas de seguida, estando a rede atual descordenada? E que tal deixar de comentários demagógicos?

Leonardo disse...

Caro @Unknow, o grupo brasileiro Guanabara, que detém 2 empresas de autocarros, 1 encarroçadora, bombas de combustível e a maior concessionárias da bandeira Mercedes-Benz para pesados (autocarros e camiões), é de portugueses que para o Brasil emigraram. Os sócios são 3 portugueses que chegaram ao Rio de Janeiro nos anos 60 e properaram.

Publicação em destaque

FUNCIONÁRIA do Modelo Continente de Tires salva cliente de 81 anos em paragem cardiorrespiratória

HEROÍNA .  Ao aplicar os seus conhecimentos de suporte básico de vida, com a ajuda de um desfibrilhador, até à chegada dos Bombeiros de Pare...

FOI NOTICIA

BLOGS