Câmara e Águas de Cascais alertam para assaltos com falsos cortes de água

Segurança

Por Redação
28 março 2020

Embora, oficialmente, ainda não tenha sido registado nenhum caso no concelho de Cascais, a Câmara e a empresa Águas de Cascais lançaram um alerta para prevenir os munícipes contra assaltos a habitações, a pretexto de falsos cortes de água e/ou falhas no abastecimento.

Este alerta no concelho de Cascais surge depois de a PSP estar a investigar uma vaga de assaltos a casas, na área metropolitana de Lisboa, em que os ladrões fazem-se passar por técnicos de empresas de água e outras, envergando mesmo coletes falsos.

A estratégia passa por aceder aos contadores dos imóveis, que são desligados. Depois tocam à campainha, fazendo-se passar por técnicos. Quem abre a porta, normalmente é empurrado com violência, com os ladrões a roubarem os bens, nomeadamente dinheiro e telemóveis.

Isabel Costa, do Gabinete de Comunicação da empresa Águas de Cascais afirmou, a Cascais24, que “a Câmara e a empresa optaram por lançar um alerta dirigido à população, por forma a prevenir eventuais casos que possam surgir”.

“Neste momento, a Águas de Cascais não tem conhecimento oficial de qualquer assalto no concelho com este ou outro modus operandi em que o nome da empresa tenha sido utilizado para a prática de ilícitos, mas mais vale prevenir”, concluiu.

Perante qualquer situação suspeita de corte de abastecimento, a Câmara e a empresa Águas de Cascais aconselham a pessoa a contatar a Águas de Cascais através da Linha Falhas de Abastecimento (21.0008009) a funcionar 24horas.

Imprimir

3 comentários:

Nuno Alves Coelho disse...

O assalto é ter fev pagar quase 100 € de taxas e imposto os na fatura de agua de um negocio que está fechado nesta altura.

Unknown disse...

Exactamente.

eleutério silva disse...

Não posso estar mais de acordo , água gasto 16,33 final factyura 36,86 se isto não é roubo me expliquem como se tivesse 5 anos.

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."