Atropelou dois agentes da PSP na estrada do Guincho e fugiu para ir suicidar-se no Cabo da Roca

Segurança

Por Redação
02 maio 2020
Dois agentes da PSP de Cascais foram atropelados, este sábado, de madrugada, na estrada do Guincho, por um condutor que fugiu e, mais tarde, ter-se-á suicidado, lançando-se de uma altura de 140 metros no Cabo da Roca, Sintra, apurou Cascais24.

PSP e Bombeiros de Cascais foram acionados pouco antes das quatro horas da manhã para uma alegada tentativa de suicídio, junto às Furnas, na estrada do Guincho.

Já no local e, em circunstâncias ainda desconhecidas, os dois agentes da PSP, na casa dos 30 anos, foram atropelados pelo condutor do veículo abordado, o qual ainda tentou abalroar uma ambulância dos Bombeiros de Cascais, colocando-se em fuga na direção da Malveira da Serra.

Um dos agentes da PSP foi assistido no local pelos bombeiros e não careceu de transporte ao hospital, mas o outro agentes teve necessidade de ser conduzido à urgência do Hospital de Cascais.

Entretanto, o veículo em fuga foi encontrado mais tarde estacionado no Cabo da Roca e, esta manhã, pelas 7h20, Polícia Marítima de Cascais e Bombeiros de Almoçageme encontraram o corpo do condutor, de 31 anos, numa falésia, tendo sido posteriormente removido.

"Admitimos que a pessoa, do sexo masculino, estacionou o carro no largo do Cabo da Roca e, de seguida, lançou-se de uma altura de cerca de 140 metros", disse, a Cascais24, o comandante Rui Teixeira, Capitão do Porto de Cascais.

No Cabo da Roca estiveram ainda, para além da Polícia Marítima e dos Bombeiros de Almoçageme, a GNR de Colares e uma brigada da Polícia Judiciária (PJ) de Lisboa e Vale do Tejo.

O corpo foi removido por uma ambulância dos Bombeiros de Algueirão Mem Martins.
Imprimir


Sem comentários:

DESTAQUE.

"Mãe social" da Aldeia SOS condenada por ofensas a menores

ESCÂNDALO .  Uma "mãe social", que prestava serviço há cerca de 30 anos na Aldeia SOS, em Bicesse, e há dois anos cessou o vínculo...

+ populares