"Universidade Segura” da PSP vai chegar a Cascais

Segurança

Por Redação
16 setembro 2019
O programa da PSP “Universidade Segura”, atualmente em vigor nas áreas da 2ª. e 4ª Divisão, em Lisboa, deverá ser em breve alargado à Divisão Policial de Cascais, apurou Cascais24. 

Em causa está o polo universitário na região de Carcavelos. 

As Equipas Universidade Segura, da PSP, surgiram no universo académico a 29 de setembro de 2017. 

O objetivo é fomentar o estreitamento de relações com a comunidade do ensino superior, orientar a atuação e foco da PSP para a resolução de problemas de uma realidade e comunidade muito específicas, promover o patrulhamento assíduo e metódico na geografia académica, projetar e implementar campanhas de prevenção e sensibilização. Este é mais um projeto, tornado realidade no âmbito do Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade. 

“A prevenção criminal é, ainda, um dos principais objetivos das equipas, prestando especial atenção aos crimes relacionados com a condução sob efeito do álcool, toxicodependências, violência doméstica/ e no namoro, cibercrime e burlas relacionadas”, refere a PSP. 

Neste momento, na área do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (COMETLIS), este programa está em vigor na 2ª e 4ª Divisões, estando sediadas na sua área de responsabilidade 42 instituições de ensino superior, por onde passarão mais de 120.000 (cento e vinte mil) alunos e investigadores a cada 24 horas.

Em apenas dois anos, foram envolvidos mais de 14.000 participantes, nos quais se incluem 2077 alunos de Erasmus, divididos em 65 ações de sensibilização para alunos nacionais, nomeadamente no decurso de “dias abertos” e “receções a novos alunos”; 30 ações de sensibilização para alunos de ERASMUS; 2 ações para alunos e investigadores estrangeiros; 2 ações sobre os limites legais das praxes e, entre outras, 14 sessões de esclarecimento na preparação e organização de eventos, para além de 8 campanhas de prevenção sobre álcool e drogas. 

Paralelamente a estas ações, a EUS teve ainda participação direta em várias ações, nomeadamente, na ajuda na resolução de litígios entre estudantes, entre estes e senhorios e acompanhamento de situações de violência no namoro.

Imprimir

Sem comentários:

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE