Autocarro e ligeiro colidem em polémica rotunda da estrada da Rebelva

Segurança

(Foto José Coelho Martins)
Por Redação 
09 fevereiro 2020
A colisão entre um autocarro da Scotturb e um ligeiro, este sábado, ao final da tarde, felizmente sem acidentes pessoais a registar, foi o mais recente acidente registado na rotunda da estrada da Rebelva, que faz ligação à avenida Conde de Riba de D`Ave.

“Independentemente das responsabilidades dos condutores, a apurar pelas autoridades policiais, parece evidente a intensidade do tráfego existente e o stress que o mesmo provoca nos condutores, conduzindo-os a perderem a paciência e a cometerem imprudências potenciadoras de acidentes”, afirma, a Cascais24, José Coelho Martins, um morador que, em tempos, viu um veículo em despiste na mesma rotunda derrubar-lhe o muro da habitação.

“Desde 2014 que os responsáveis da edilidade foram alertados por inúmeras vezes para os problemas da estrada da Rebelva, bem como para os acidentes frequentes ocorridos na respetiva rotunda, mas até agora não foram tomadas quaisquer medidas”, denuncia.


Para a generalidade dos moradores, “a rotunda foi mal concebida e não raras vezes, para além dos acidentes, as travagens são quase permanentes”, diz outro residente.


Recorda-se que os moradores da estrada da Rebelva reclamam há muito que “sejam criadas alternativas que retirem parte dos veículos” e uma das sugestões avançadas “é o corte no acesso à A5 e a canalização do trânsito para a EN 6-7, que possui perfil de via rápida”.


É que, ainda de acordo com os moradores, a estrada da Rebelva representa um problema enorme de tráfego e de saúde pública. Os automobilistas são confrontados com enormes filas de trânsito nesta estrada bastante poluída e ruidosa. Os moradores sofrem com o ruído, poluição e risco de acidentes.

As rotundas da Rebelva e de S. Domingos de Rana são autênticos bloqueios à fluidez do trânsito, criando um péssimo ambiente de vida a quem aqui reside e dificultando a vida aos automobilistas. 

Há anos que os moradores insistem com a Câmara Municipal de Cascais em vão, com mails, reuniões e presenças pessoais em reuniões públicas do executivo e da Assembleia Municipal, recebendo sempre não respostas ou respostas evasivas e irresponsáveis. 
Noticia relacionada 
Imprimir







Sem comentários:

MAIS PROCURADAS

MULTIMÉDIA.SAÚDE

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."