Alarme pôs em fuga assaltantes da escola da Cidadela

Segurança

Por Redação
25 setembro 2019

Desconhecidos assaltaram este domingo, à noite, a Escola Básica e Secundária da Cidadela, em Cascais, mas o sistema de alarme terá contribuído para os colocar em fuga sem que furtassem quaisquer materiais, não obstante terem vandalizado uma máquina de snack. 

Fonte próxima do Ministério da Educação confirmou, a Cascais24, a intrusão de desconhecidos no estabelecimento de ensino, sem que, contudo, conseguissem furtar quaisquer equipamentos.


A máquina de snack vandalizada pelos intrusos na Escola da Cidadela (Foto DR/Cascais24)
Os intrusos, que entraram nas instalações por meio de arrombamento, só terão tido tempo para vandalizar com uma pedra a máquina automática de snack.

Alertado, ainda, no domingo à noite, o coordenador da escola contatou com a PSP de Cascais, que fez deslocar uma brigada da Esquadra de Investigação Criminal (EIC).

Porém, dos intrusos nem rasto.

Também na sexta-feira, ao final da tarde, ter-se-ão registado desacatos no exterior do estabelecimento de ensino, mas fonte da PSP assegurou “não haver qualquer registo de semelhante ocorrência”.

A mãe de um aluno, que pediu o anonimato, denunciou a Cascais24 que os desacatos junto à escola serão recorrentes, embora muitos deles não reportados às autoridades policiais e em que são os “pais mais corajosos a acalmar os ânimos”.

Pais e encarregados de educação defendem a necessidade de, em certos períodos, a Escola Segura da PSP marcar presença junto à escola da Cidadela.

Este estabelecimento de ensino é frequentado por cerca de 1000 alunos do 5º. ao 12º anos e o caso mais grave de desacatos conhecidos ou, pelo menos, tornado público e noticiado por Cascais24, teve lugar há três anos.


Uma jovem, de 18 anos, aluna da Secundária da Cidadela, acompanhada da mãe e de um amigo, tinham saído de uma viatura e abordado violentamente uma colega, de 19 anos, acabada de sair do estabelecimento de ensino, envolvendo-se em violentas agressões.


Foi, então, graças à intervenção de dois militares da GNR de Alcabideche, que estavam com um detido no Tribunal de Cascais, nas proximidades, que foi possível acabar com a rixa no exterior do estabelecimento de ensino.
Imprimir

1 comentário:

Unknown disse...

Eu ando nessa escola.

+ populares

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

MULTIMÉDIA.SAÚDE