"Leslie" obrigou a corte da Marginal na Parede e causou quedas de árvores

Segurança


Por Redação
14/10/2018
O galgamento costeiro, que obrigou ao corte do tráfego, entre Parede e Carcavelos, e a queda de mais de dezena e meia árvores foram os efeitos do furacão "Leslie" mais sentidos no concelho de Cascais e, sobretudo, perto da orla costeira, confirmaram, a Cascais24, fontes de alguns dos cinco corpos de Bombeiros do território.

Segundo Cascais24 apurou, todos os corpos de Bombeiros estiveram com guarnições reforçadas no período que a Proteção Civil Nacional e, também, a Distrital de Lisboa consideraram ser os mais críticos.

Os Bombeiros do Estoril terão sido os que mais pedidos de auxílio registarm, entre as 17h00 de sábado e as 8h00 de este domingo.

Ricardo Pires comandante do Estoril
Ricardo Pires, comandante da corporação, confirmou, a Cascais24, que os 25 operacionais em serviço na unidade, durante cerca de 13 horas, acudiram a 10 ocorrências, entre quedas e corte de árvores e queda de estruturas e, ainda, a 2 emergência pré-hospitalares.

O comandante do Corpo de Bombeiros do Estoril aproveitou para sublinhar que "a logística alimentar à guarnição de serviço foi gentilmente cedida pelos hotéis Eden, Palácio e Vila Galé".

Miguel Jerónimo Adjunto Comando de Alcabideche
Também Miguel Jerónimo, Adjunto de Comando dos Bombeiros de Alcabideche disse, a Cascais24, que este Corpo de Bombeiros registou algumas quedas de árvores no período crítico, além de alguns acidentes rodoviários, aos quais foi possível acudir pela presença no terreno de guarnições em prontidão.

No entanto, a situação mais "complicada" ter-se-á registado na Marginal, a qual, de acordo com o que Cascais24 avançou em primeira mão, levou ao corte, durante algumas horas, de um troço de cerca de quilómetro e meio, entre a Parede e Carcavelos, devido ao galgamento costeiro.

Pedro Araújo comandante dos Bombeiros de Parede
Segundo Pedro Araújo, comandante dos Bombeiros de Parede, as vias foram interditadas à circulação rodoviária entre as 18h22 e as 21h15.

Na generalidade das intervenções dos Bombeiros do concelho de Cascais participaram efetivos da Divisão Policial da PSP de Cascais e, na área de domínio marítimo, a Polícia Marítima de Cascais, que colocou no terreno operacionais que alertaram concessionários para a necessidade de salvaguardarem os equipamentos.


Imprimir





Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas