MULTIMÉDIA

Tripulante de navio mercante resgatado ao largo de Cascais regressou à Ucrânia

Atual

Por Redação
29 dezembro 2018

Um homem, de 50 anos, ucraniano e tripulante de um navio mercante, foi resgatado esta quinta-feira, ao final da tarde, ao largo de Cascais e transportado ao hospital por carecer de assistência médica urgente e, entretanto, regressou ao seu país.


Com destino ao porto de Bremen, o navio mercante deu o alerta e efetuou uma aproximação ao fundeadouro sul da baía de Cascais, para o desembarque do tripulante, que apresentava indícios de uma inflamação numa perna.


Nesta operação, que foi coordenada pelo Capitão do Porto de Cascais, em articulação com o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo e o Centro de Orientação de Doentes Urgentes no Mar, foi empenhada a embarcação da Estação Salva-vidas de Cascais "SR-32", operada por dois tripulantes, e com o apoio de dois agentes da Polícia Marítima de Cascais.


Depois de ter desembarcado na marina de Cascais, o tripulante foi transportado numa ambulância dos Bombeiros de Cascais para o Hospital de Cascais.


Entretanto, segundo Cascais24 apurou, o homem regressou ao seu país e este sábado chegou a Cascais um maquinista substituto, que tomou o seu lugar no navio mercante, que zarpou do fundeadouro sul da Baía de Cascais, onde permaneceu estes dois dia,  rumo ao porto de Bremen, na Alemanha.

Imprimir


Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas