MULTIMÉDIA

650 fizeram testes rápidos de Sida e hepatites nas farmácias de Cascais

Saúde

Por Redação
14 abril 2019
As farmácias do concelho de Cascais realizaram cerca de 650 testes rápidos de rastreio do VIH/Sida e dos vírus da hepatite, entre outubro do ano passado e este mês.

Até ao final de dezembro último, quando tinham sido realizados 188 testes para o VIH e 153 e para a Hepatite C, um teste deu reativo para o VIH/sida e dois para a Hepatite C, adiantam dados fornecidos pela Associação Nacional das Farmácias.

A realização destes testes rápidos nas farmácias comunitárias e laboratórios de análises clínicas foi autorizada a 12 de março do ano passado por despacho do então secretário de Estado Adjunto e da Saúde Fernando Araújo.
A medida arrancou, então, em outubro com um projeto-piloto em vinte e uma farmácias do concelho de Cascais.
Por sua vez, a coordenadora da Ser+ - Associação Portuguesa para a Prevenção e Desafio à Sida revelou que, desde outubro de 2018 até 1 de abril, foram realizados 349 testes rápidos para o VIH/sida e 290 teste rápidos para a Hepatite C.
Os testes rápidos de rastreio à Hepatite B apenas começaram a 8 de março, tendo sido realizado doze até 1 de abril, disse Andreia Pinto, citada pela agência Lusa, explicando que estes testes foram realizados de forma gratuita e confidencial.
Imprimir

Sem comentários:

MULTIMÉDIA. SEGURANÇA

A PSP e o Metro recomendam: "Durante a abertura de portas não utilize o telemóvel. Pode ser vítima de roubo."

Abrigos precisam-se!

Quem põe na ordem donos de caninos?

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo

Hospitalização domiciliária traz benefícios para o doente agudo
Artigo de OPINIÃO Drª Francisca Delerue

Expulsemos as traquitanas